Breaking News

ads header
  • Breaking News

    domingo, 5 de outubro de 2008

    O Tempo

    O Tempo
    Não temos o direito de viver à sombra da desculpa de não termos tempo.

    Não há melhor caminho de entendimento que o sentir carinho e confiança naqueles que verdadeiramente se preocupam conosco.

    Mas, o tempo não chega para tudo — Assim, vamos semeando pelo mundo pessoas que cresceram sem Deus: seres obrigados a entenderem o mundo — e a entenderem-se a si mesmos — na mais absoluta cegueira.

    Segundo as estatísticas, nós brasileiros, gastamos mais de 4 horas por dia só com a TV. E se formos mencionar o futebol, o conviver com os amigos de negócios, o tempo que gastamos com cabeleireiro, lojas de shopping, turismo, longas conversas ao telefone, podemos ver que essas coisas estão sendo praticadas por pessoas que não tem tempo.

    Tempo depois, possamos a remediar com o dinheiro que conseguimos ganhar com o tempo em que deveríamos ter estado com eles, advogado para obter um divórcio mais amigável; médico psiquiátrico para o filho; mais impostos para que o governo possa construir as penitenciárias necessárias para prender os perdidos que nós mesmos fizemos...

    Não teria sido mais cômodo ter tido a sabedoria de ter trocado àquelas horas extras para ficarmos com as pessoas que precisavam do nosso afeto, visto que acabamos devolvendo tudo que ganhamos e ainda sentimos a mesma culpa no coração?

    Do mesmo modo que nós sabíamos e terminamos por esquecer, essas pessoas que precisam de nossa atenção sabem que o importante não é o que temos, mas o que representamos para elas.

    Certa vez minha mãe lamentou minha ausência dizendo que eu a dava tudo que ela queria só não lhe dava o meu amor.

    Como é difícil e triste ter feito o que se podia ter evitado com um pouco de fé e de amor! (tirado)

    E as pessoas que estão precisando da nossa presença, estão ficando para depois. Um depois que não chega nunca. Por que já está decidido dentro de nós, que não é para chegar.

    Portanto não conhecemos nossos semelhantes, apesar de saber que eles são importantes para Deus. E às vezes quando decidimos procurá-los para ouvir suas aflições, verificamos que eles não são mais capazes de fazê-los, visto que, perderam a confiança em nós. Nessa altura surge o silencio profundo e doloroso causado pelo nosso comodismo.

    Em 1Co. 15:58 – Paulo nos adverte para que sejamos firme, constante e abundante na obra do Senhor, sabendo que o nosso trabalho não é vão.

    Eu tenho tempo para ganhar mais um pessoa para Jesus antes de partir deste mundo.

    Ainda ha tempo de termos tempo – Bons tempos com Jesus!

    Luiz Clédio Monteiro
    Dezembro de 2005.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
    Deixe seu comentário.
    Ele é muito importante.
    Obrigado