Breaking News

ads header
  • Breaking News

    sábado, 4 de outubro de 2008

    Arquivo blog: clediomonteiro.webblogger.terra.com.br

    Costela Perdida (Porém, bem conhecida como morna) É Lamentável que uma pessoa aparentemente cristã tal como muitos que vemos, ser possível, em um momento para outro, fazer com o Senhor Jesus, que ele mesmo escolheu para o seu convívio com tanta afinidade espiritual e sentimento forte, impossível de separação, e de um bem comum que pode lhe fazer falta, de repente, como se fosse apenas uma abstração confusa e inconveniente, despreza-lo num ato de superioridade dominante tipicamente de quem tudo justifica, quando o objetivo é a gratificação de seus sentidos e que permite usar os outros da forma como ele desejar para realizar seus instintos. (Jeremias 17:9). Essas costelas perdidas (sim, porque anteriormente eram ligadas a Cristo), são agora carnais e suas características são notadas pelo desprezo das obrigações de servo e por falta de consideração com a fé dos outros. Eles exibem egocentrismo, fé superficial e age irrefletidamente incluindo baixa tolerância para frustração ou seja, não se zangam com nada, pois desprezam todos a sua volta devido a sua grande irresponsabilidade de afeto para com os outros. Não tem empatia e são ausente de remorso, não tendo ansiedade e nem sentimento de culpa em relação ao seu comportamento legalista (Salmos 139:23-24). Eles são geralmente manipuladores, incapazes de manter uma relação de amor. Eles mentem com facilidade, abusam, trapaceiam, negligenciam suas famílias e os irmãos em Cristo, e colocam em risco sentimental as vidas de outras pessoas. São como predadores intra-espécies que usam uma aparência cristã para forjar, intimidar e controlar os outros satisfazendo suas próprias necessidades. Em sua falta de consciência cristã, eles apoderam-se friamente daquilo que querem, violando os preceitos sem o menor senso de culpa ou arrependimento. São incapazes de aprender com a derrota. Quando eles descobrem que seu comportamento não está sendo considerado com indulgência pela igreja, eles reagem escondendo-o, mas nunca o suprimindo, e disfarçam de forma inteligente as suas incredulidades (I Coríntios 11:;28). O canal tem uma inteligência normal ou acima da média. Não mostra sintomas de outras doenças mentais, tais como neuroses, alucinações, delírios, irritações ou psicoses (pois antes, tomaram posse... II Coríntios 5:17). Eles podem ter um comportamento tranqüilo no relacionamento cristã e têm uma considerável presença social e boa fluência verbal. Em alguns casos, eles são os líderes sociais de seus grupos. Poucos irmãos, mesmo após um contato duradouro, são capazes de imaginar o seu "instinto carnal", o qual a maioria deles são capaz de esconder com sucesso durante sua vida inteira, levando-o a uma dupla existência pois são capazes de se controlarem dentro dos limites da tolerabilidade da igreja e da família (ele haviam sido revestidos... Efésios 3:16). Uma característica comum, é quando preparam outros na vida cristã mas, depois vem as dificuldades no relacionamento pois, eles são argumentadores e intimidadores. Seu comportamento com o tempo fica freqüentemente rude, imprevisível e arrogante (I Coríntios 10:15). O diagnóstico de um carnal é possível, em torno da ausência de oração já evidente nos primeiros anos de conversão e que continua por toda sua vida cristã. Cristãos carnais manifestam tendências e comportamentos que são altamente indicativos de sua incredulidade. Por exemplo, eles são aparentemente imunes ao medo da punição de Deus; não são afetados pela dor da falta de comunhão com Deus e nem pelo derramamento do sangue de Cristo. Nada funciona para alterar seu comportamento indesejável. Eles geralmente desafiam à autoridade dos pastores e líderes. No entanto, é raríssimo os carnais se desenvolverem em estrupradores e assassinos pois eles não têm o tipo mais comum de comportamento agressivo. Isto está correlacionado com um senso de superioridade, de que eles podem exercer poder e domínio irrestrito sobre os outros, ignorar suas necessidades e justificando o uso do que quer que eles sintam para alcancar seus ideais e evitar conseqüências adversas para seus atos. Eles são mornos – "Assim, porque és morno, e não és quente nem frio, vomitar-te-ei da minha boca." (Ap. 3:16). E penso: "Era para ser tão ruim não se poder amar Jesus por não se sentir amor. Mas, a esses o amor não faz falta porque nunca o tiveram". Ir. Clédio Monteiro 2002-10-30 enviado por Clédio - Dio as 20:57:59. comentários[0]envie este texto para um amigo

    sábado, 5 de julho de 2003

    Traído e Transformado
    O mais importante não é encontrar as pessoas certas, e sim ser a pessoa certa. (desconhecido) Dificilmente alguém consegue pela força física brigar com uma pessoa ungida de Deus ou quando tem disposição de lutar, há sempre uma rejeição da outra parte (Jo 13:35), porque a luta do crente não é contra a carne ou sangue, mas contra as hostes espirituais (Ef. 6:12); No entanto, eles podem por outro lado, atingir um filho de Deus e até concluir seus instintos (embora isto não seja seu fim, devido sua comunhão com o Pai), se usarem da traição. É profético (Sl 41:9). Por isso que o povo, quando enfrentava Jesus e sempre que tentavam Ele passava despercebido facilmente, porem quando usaram da traição, então profeticamente ele foi atingido. Veja bem, atingido e não vencido. Nós somos atingido diariamente em muitos aspectos, porem nunca seremos vencidos. Sabemos que vale muito mais uma porta fechada por Deus do que uma aberta pelo diabo. Desta forma quando eles pensam que estão nos prejudicando com suas traições, sem saber estão fazendo a obra de Deus em nossa vida no sentido de nos coagir a entrar em ação, e assim fazemos reformas as vezes drásticas que nos leva a grandes prosperidades. Alguém já disse: Com Jesus, jamais uma desgraça será a última notícia. Porque a fé ri das impossibilidade. Ir. Clédio 2003-03-23 = enviado por Clédio - Dio as 19:48:31. comentários[0]envie este texto para um amigo

    Tenho Esperança.
    Porquanto o amor de Deus está derramado no meu coração pelo Espírito Santo que me foi dado, para que nesta esperança eu seja salvo. Assim, pela constância e pela consolação provenientes das Escrituras, eu tenha confiança em conseguir o que desejo. (Rm 5:5; 8:24; 15:4). Creio que a benignidade do Senhor jamais acaba e as suas misericórdias não têm fim; elas se renovam cada manhã. Grande é a sua fidelidade nas minhas orações. Minha alma diz que a minha porção é o Senhor, portanto esperarei nele que é Bom pra mim e confiante o buscarei em espírito. Bom é ter esperança, e aguardar em silêncio a salvação do Senhor. Mas, se Ele mim entristecer, contudo terá compaixão segundo a grandeza da sua misericórdia. Pois o Senhor não me rejeitará para sempre. (Lm. 3:21–26;31–32). Ainda que os negócios não floresçam, nem haja bom resultado nas vendas; ainda que falhe o produto das representações, e os vendedores não produzam o suficiente; ainda que os ganhos cessem e nas equipes não haja interesse em continuar, todavia, eu me alegrarei no Senhor, exultarei no Deus da minha salvação. Porque a riqueza adquirida às pressas diminuíra; mas quem a ajunta pouco a pouco terá aumento (Pv. 13:11). Portanto se meu Senhor disser: retorne ao projeto das vendas. Eu lhe direi: sobre a tua palavra, lançarei minhas metas (Lc. 5:5). Porque o Senhor meu Deus é a minha força, ele fará os meus pés andar para a prosperidade, e me fará caminhar sobre os meus sonhos (Hc 3:17-19). O Senhor me ama e eu o amo, e os que diligentemente lhe buscam os acharão. As riquezas e a honra estão com o Senhor; sim, riquezas duráveis e justiça ele tem para mim. Mas, o seu amor é melhor do que o ouro, sim, do que o ouro refinado; e a sua amizade melhor do que a prata escolhida. Ele anda pelo caminho da retidão, no meio das veredas da justiça, dotando de bens permanentes os que o adoram, e enche-me com a sua intimidade que é o meu tesouro (Pv. 8:17-21) Senhor, eu te adorarei prostrado aos teus pés, e saiba que eu te amo (Ap. 3:9). Meu Deus suprirá todas as minhas necessidades segundo as suas riquezas na glória em Cristo Jesus (Fp. 4:19). Porque meu Pai sabe o que me é necessário, antes de lhe pedir (Mt. 6:8). Visto que, ao homem que lhe agrada, Ele dá sabedoria, e conhecimento, e alegria; mas ao pecador dá trabalho, para que ele ajunte e amontoe, a fim de dá-lo àquele que satisfaz a Deus (Ec. 2:26) - Senhor, propicia-me repudiar minha carne para te agradar (Rm 8:8). E, se indagarem a razão da minha esperança, responderei com mansidão e temor que o meu coração está separado a Cristo como Senhor (I Pe. 3:15) E quem nele tem esta esperança, purifica-se a si mesmo, assim como ele é puro (I Jo. 3:3). Por que o ímpio é derrubado pela sua malícia; mas o justo até na sua morte acha esperança (Pv. 14:32) pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos (I Pe. 1:3). Retenho portanto inabalável a confissão da minha esperança, porque fiel é aquele que fez a promessa (Hb 10:23). Amém! Aleluia! Glória a Deus! Ir Clédio Monteiro 2003-01-19 = Ps. Você sentiu o desejo de aceitar Jesus? Você pode orar com suas próprias palavras, ou, se deseja, pode fazer suas as palavras da oração que segue: “Senhor Jesus, sei que sou pecador(a) e necessito de teu perdão. Sei que morreste na cruz por mim. Arrependo-me de meus pecados e peço-Te que me perdoes. Convido-Te a entrar em meu coração e em minha vida. Confio em Ti como Salvador e Senhor. Obrigado por salvar-me. Amém.” Bem vindo a família de Deus. Confesse sua fé publicamente e lhe obedeça, batizando-se e fazendo-se membro de uma igreja.
    enviado por Clédio - Dio as 19:47:16. comentários[0]envie este texto para um amigo

    SUPLICANDO AO SENHOR
    "Então aqueles homens foram juntos, e acharam a Daniel orando e suplicando diante do seu Deus" – (Dn. 6:11). Nada é difícil, complicado ou insolúvel, se eu tenho ao meu lado, e posso contar com DEUS durante cada minuto de minha hora, e cada hora do meu dia. - "De modo que com plena confiança digamos: O Senhor é quem me ajuda, não temerei; que me fará o homem? (Hb. 13:6). Então, bom Deus, em nome de Jesus, eu te agradeço pela fé que o Senhor colocou em minha vida – "Jesus, ouvindo isso, admirou-se, e disse aos que o seguiam: Em verdade vos digo que a ninguém encontrei em Israel com tamanha fé." (Mt. 8:10). Abençoe-me portanto, meu Pai, neste momento – "Dizendo: Certamente te abençoarei, e grandemente te multiplicarei" (Hb. 6:14). Faça-me uma nova revelação do Seu amor através do poder do Espírito Santo – "Do mesmo modo também o Espírito nos ajuda na fraqueza; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o Espírito mesmo intercede por nós com gemidos inexprimíveis." (RM 8:26). Peço-Lhe que ministre meu espírito para que onde houver dor, conceda-me Sua paz e misericórdia – "Disse-lhe ele: Filha(o), a tua fé te salvou; vai-te em paz, e fica livre desse teu mal." (Mc. 5:34). Onde houver dúvida, renova-me a confiança na capacidade de operar através dela – "E, tendo esta confiança, sei que ficarei, e permanecerei com todos vós para vosso progresso e gozo na fé" (Fp. 1:25). Onde houver cansaço ou exaustão, peço-Lhe que me dê compreensão, paciência e força – "Então Josué lhes disse: Não temais, nem vos atemorizeis; esforçai-vos e tende bom ânimo." (Js. 10:25a). Enquanto aprendo a me submeter a Sua direção – "Mas o Ajudador, o Espírito Santo a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinar á todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto eu vos tenho dito." (Jo. 14:26). Onde houver estagnação espiritual, peço-Lhe que me renove, revelando Sua proximidade – "Por causa da tua palavra, e segundo o teu coração, fizeste toda esta grandeza, revelando-a ao teu servo." (Ap. 22:21). E, atraindo-me para maior intimidade com o Senhor – "Depois nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor." (1 Ts. 4:17). Onde houver medo, revele Seu amor – "Também por amor de vós reprovarei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra" (Ml. 3:11). E, incuta-me Sua coragem – "pelo qual sou embaixador em cadeias, para que nele eu tenha coragem para falar como devo falar." (Ef. 6:20). Onde houver o obstáculo de algum pecado, revele-me e quebre o poder que estiver exercendo sobre minha vida – "Porque eu não vim chamar justos, mas pecadores." (Mt. 9:13b). Abençoe minhas finanças – "Respondeu ele: Paz seja convosco, não temais; o vosso Deus, e o Deus de vosso pai, deu-vos um tesouro nos vossos sacos; o vosso dinheiro chegou-me às mãos..." (Gn. 43:23) conceda-me maior visão – "No princípio das tuas súplicas, saiu a ordem, e eu vim, para to declarar, pois és muito amado; considera, pois, a palavra e entende a visão" (Dn. 9:23). Levante líderes e amigos para dar-me apoio - "Pelo que, ó rei Agripa, não fui desobediente à visão celestial" (At. 26:19). E encoraje-me – "Não por força nem por poder, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos exércitos" (Zc. 4:6b). Dê a cada membro da minha família, discernimento para reconhecer as forças negativas que nos rodeiam - "e não nos deixes entrar em tentação; mas livra-nos do mal. Porque teu é o reino e o poder, e a glória, para sempre, amém." (Mt. 6:13). E revele-nos o poder que temos no Senhor para à vitória – "Tua é, ó Senhor, a grandeza, e o poder, e a glória, e a vitória, e a majestade, porque teu é tudo quanto há no céu e na terra; teu é, ó Senhor, o reino, e tu te exaltaste como chefe sobre todos." (Cr. 29:11). E assim, Te agradecemos em nome de Jesus! – "o que não só eu lhes agradeço, mas também todas as igrejas dos gentios." (Rm. 15:4b). Amém! – "e todo povo, levantando as mãos, respondeu: Amém! amém! E, inclinando-se, adoraram ao Senhor, com os rostos em terra." (Ne. 8:6).
    (Título Original: Oração Pelos Amigos - Autor desconhecido) Coligido, adaptado e acrescentado versículos
    por: Ir. Clédio Monteiro 03/01/03. enviado por Clédio - Dio as 19:45:43. comentários[0]envie este texto para um amigo

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
    Deixe seu comentário.
    Ele é muito importante.
    Obrigado