Header Ads

O ritmo próprio do tempo.





O ritmo próprio do tempo.

[Ec. 3,1] Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu
.
O ritmo do tempo é intenso, contínuo e determinado; não temos conhecimento apurado sobre ele, nem livre poder para mudá-lo; somente Deus que o organizou para a nossa vida o tem; portanto. Assim, toda vez que inserimos no tempo algo que nele não foi propósito de Deus para ocorrer, geramos uma guerra de conflitos. Portanto, enquanto esperamos algo que precisamos de Deus, devemos permanecer louvando e bendizendo ao Senhor independentemente das circunstâncias dos tempos [Sl,34].  

O tempo é a natureza de Deus em nossos dias, que triunfa em ver se realizar as incumbências mais impossíveis aos olhos dos homens. Portanto, julgar o ritmo do tempo é desperdiçar o que Deus preparou para o nosso próprio bem; da mesma forma que tentar modificá-lo é querer desfazer o que Deus reservou como destino e futuro desafio.

O ritmo do tempo tem sentido próprio; o destino e o projeto nele contido são conhecidos de Deus para o nosso próprio bem acaso formos testemunhas da palavra de Cristo. Dessa forma, a vida com Deus, tem sentido no ritmo do tempo; sem Deus, porem, existe apenas tentativas frustradas sem ritmo no tempo, que não para.

Há muitas coisas na nossa vida que não podemos mudar ou fazer acontecer à hora que queremos, embora estejamos empenhados a arranjar algo que faça os acontecimentos se realizem de acordo com o tempo que desejamos, como que, se ao saber fazer à hora acontecer, e não esperar que aconteça nos fizesse ser mais santo. 

É fácil amar a Deus, quando podemos criar atalhos para que as coisas aconteçam segundo o tempo certo da nossa vontade. Não obstante o certo é demonstrar uma relação com Deus pela fé, rendendo-nos à esperança de ver o livramento no tempo de Deus; olharmos para Ele e sentir-nos iluminados; clamarmos na hora do temor e ver-nos salvo, cercado de cuidado e em paz. 

Deus quer nos abençoar no tempo da experiência de fé, que, pela oração agrada a Deus [Hb.11], que ordena, e tudo obedece; Deus pode ratificar o tempo todo tempo; Deus tem conhecimento de tudo, o tempo todo; embora para Deus não exista o tempo, contudo, por Ele ser no poder, o Pai, o Senhor, o Pastor, nada nos faltará a seu tempo, neste caso, ate fora do tempo, para que não soframos falta alguma [Sl.34].

Deus é misericordioso, portanto não usa do fatalismo conosco. Todos os tempos da nossa vida podem ter seus cursos modificados, do contrário, de nada valeria a oração intercessora pelo nome de Jesus auxiliada pelo seu próprio Espírito independente e Santo. Vamos adorar a Deus e seus preceitos. 

Oremos pedindo força para nos desfazer das coisas nocivas à nossa fé, que nos impede de ver as obra maravilhosas de Deus e a eternidade com Ele a seu tempo. 

A fé nos parece ser deteriorável. Neste caso, se não a usarmos a tempo certamente desfalecerá. 

Tudo Deus fez formoso e ao seu devido tempo [Ec.3]. Devemos nos sujeitar com humildade aos anseios de Deus, que tem em suas mãos, o nosso destino [Rm. 2,6].

[Luiz Clédio Monteiro Filho]
Abril/2013
Tecnologia do Blogger.