Header Ads

DEUS NO LIXO!




Por: Luiz Clédio Monteiro

Sobre o aprimoramento buscado na prática da crença expressa no artigo “Minha Vida Convertida;” aponto a promessa que coube a mim como descendente de Cristo, abraçando como tema a passagem bíblica em Gálatas 3:16 – “Ora, as promessas foram feitas a Abraão e à sua descendência. Não diz: E às descendências, como falando de muitas, mas como de uma só: E à tua descendência, que é Cristo” Portanto sou sensato na minha auto-avaliação, quando digo que Jesus, é a promessa de Deus, feito a Abraão, em minha vida.

Assim sendo, a graça da salvação, que me faz encontrar a força no perdão de Deus; a comunhão entre o povo de Deus, fortalecendo as minhas esperanças nas batalhas pelas orações; os livramentos, que me trazem segurança sobre o medo; as bençãos, que sustentam o amor espiritual; não são para minha ostentação, mas contudo, para testemunho como porta-voz de Deus, para arrebanhar outros como eu mesmo fui.

Como instrumento nas mãos de Deus, temos o dom de criar estratégia facilitadora para alcançar os objetivos evangélicos. Dias atrás, joguei na lixeira de casa, uma calculadora em desuso. Vendo-a no lixo, visualizei, ela sendo encontrada por uma criança catadora de lixo, com muita alegria no meio dos entulhos.

Isto me fez refletir sobre as crianças catadoras de lixo. O lixo, reflete a incapacidade delas de salvarem-se do abandono; dar-lhes consciência da crueldade da vida, em mantê-las na expectativa de achar alguma coisa que possa libertá-las da própria miséria em que se encontram. Mas o lixo, na verdade, apenas sustenta as suas vidas no lixo.

Não temos como mudar uma situação dessas (embora nas grandes cidades já tramita projetos de reciclagem que envolve algumas condições remuneradas aos catadores), e nem jeito de convivermos com elas, mas podemos mandar algo; sim, enviar alguma coisa que possa ressuscitar sua fé nas promessas de Deus, para dá vida, em suas vidas. É Legal!

Como isso seria na pratica? Simples. Vamos fazer pequenos pacotes com coisas: lápis, borrachas, bijuterias, roupinhas, sapatos, meias, calção, livro, batom, sabonete, pastas dental. Dinheiro? Huuum, isso não! Em fim, existem dezenas de coisas que cabem num saquinho que irá ser acomodado dentro do saco convencional de lixo da sua casa.

O pacotinho como já disse, deve ficar bem camuflado dentro do saco de lixo, e, colocado em sua lixeira horas antes da passagem do carro coletor, para que haja possibilidade do mesmo chegar ao seu destino. Mas o principal no entanto, deverá ser a mensagem que vocês irão colocar junto com o objeto no pacote. Sejam criativos, expressem seu amor; afinal, você está enviando Deus para um pequeno catador de lixo; e não esqueçam de pedir perdão pelos nossos pais, que de uma forma ou de outra, contribuíram para que o mundo chegasse a tal ponto.

“O Senhor, torna pobre e torna rico, ele humilha e também levanta. Ele ergue da poeira o fraco e tira do lixo o indigente, fazendo-os sentar-se com os príncipes e herdar um trono glorioso” (1 Sm. 2:7-8).

Eu já mandei um!

Shalon, Shalon...
Tecnologia do Blogger.