Breaking News

ads header
  • Breaking News

    domingo, 25 de outubro de 2009

    Você trocaria de nome?



    Por: Luiz Clédio Monteiro.

    “Meu nome é Nivaldo, existe coisa pior?? Eu queria demais mudar para Gustavo ou Kaik mas minha família é a moda antiga, então já viu né! Eu, nunca, nem disse a eles, que eu não gosto. alguém aqui também odeia o nome ou mudaria??”

    Esse tipo de depoimento é comum. Quantos de nós gostaríamos de trocar de nome. E, por alguma razão não o fazemos, e, escondemos o pobre por traz de outros nomes usuais.

    O nome, é como uma identidade. Pesquisa mostra que muitas pessoas acham que o nome é como a impressão digital. Depois de adquirido, não tem como mudar. Você pode escolher o nome que for. Mas nunca deixará de se sentir o cara dono daquele nome chato. Assim, não adianta trocar o nome, se você continuar com os mesmos traços típicos.

    Outros, já acham que o nome tem o valor que a pessoa faz nele. Assim como a roupa faz o homem, o homem faz o nome, e, não o contrário.

    Mas tomara que te ajude saber, que o meu nome é Luiz Clédio. No início, eu achava como ainda acho, “Clédio” um nome legal, diferente. Ter um nome assim, nos faz único. Mesmo porque sou “Filho” - tenho o nome do meu pai. Isto, pra mim é um orgulho. No entanto, com o passar dos tempos, comecei a usar o “Luiz” e, gradativamente fui omitindo o “Clédio,” mas não foi por não gostar, mais. Não. É, que fui perdendo a paciência de explicar varias vezes, a mesma coisa: “C-L-E-D-I-O” com “C”; com assento no “é.” Não é fácil. Mas não é, que, descobrir que, “Luiz,” é um nome simples, mas fascinante; tem um glamour, capaz de adornar com elegância, a frase que sucede. Abismei!

    Por outro lado, tem gente latindo para economizar cachorro. Escolhendo outro nome para uso no cotidiano, só porque acha que o seu nome próprio deve ser segredo; e, só as pessoas de confiança devem saber. Elas acham que o primeiro nome que recebeu, é sagrado. Portanto, ele não deve ser chamado em vão, e, nem muito menos, escrito em qualquer lugar.

    Outros, simplesmente não teriam coragem de mudar o nome. E, zelam pelo nome que tem, sendo correto, laborioso. Mas quando o danado é motivo de gozações, o juiz autoriza a mudança.
    Esse mundo ta cheio de nomes complicados, dignos de serem trocados, embora tenham sido escolhidos com carinho; mas existem nomes muito piores, por ai; quem aguenta, Olofotina; Espafregunda; Vaginete; Guarda de Transito na Estrada; Colapso Cardíaco; Klinsmann Joel Wolfigang Coelho Mozart; 123 de Oliveira Quatro ( esse é médico de Unimed rs..). Poderia ter sido pior... Não?

    Mas lembre-se, para mudar o nome, você tem que comprovar que o seu nome atual está interferindo na sua vida pessoal e profissional.

    E, Você, gosta do seu nome, ele lhe inspira ou dar a maior canseira ao ponto de quere trocar? Escreva seu motivo, vamos desabafar as queixas longamente reprimidas. Não sofra calado, sinta-se aliviado (a).

    Desafoga-te! Você pode trocar seu nome, fazer dele o que quiser; verdade. Mas isso, é algo que só você pode fazer. Sim. E, ninguém mais. Se não, o que dizer de ouvir ser chamado por outro nome que não o seu, e, por alguém, nada menos que o seu amor, e, na hora em que estão se amando?

    Paradoxo!

    2 comentários:

    1. Amigo, algumas vezes gostaria de ter outro nome sim, talvez por alguns motivos cansamos de nós mesmos. Mas na verdade, se eu pudesse, acrescentaria o sobrenome de minha mãe. Isso já me bastaria e daria por satisfeita.

      Bjs

      ResponderExcluir
    2. Amiga, não desista. Reivindique...

      paz no seu coração

      ResponderExcluir

    Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
    Deixe seu comentário.
    Ele é muito importante.
    Obrigado