A Questão Mais Profunda da Religião – A Ressurreição

Ressurreição em latim (resurrectione), grega (a·ná·sta·sis). Significa literalmente "levantar; erguer".

A religião assegura que Deus retribui o bem com o bem e o mal com o mal. Ao justo, Deus concede saúde, prosperidade e felicidade; ao injusto, ele castiga com desgraças e sofrimentos. O conceito dar nascimento a uma sociedade, onde o homem bom, pode assegurar o próprio estado de vida e a condição do espírito depois da morte, podendo até propor certas vantagens ao próprio Deus.

Essa concepção fez com que Jó (14:13-15), por ser contado entre os homens mal devido a sua tribulação orou a Deus: Oxalá me guardasses escondido no túmulo, até que passasse a tua ira e marcasses um prazo para te lembrares de mim! Quando morre, o homem poderá talvez reviver? Eu ficaria esperando durante todos os dias do meu serviço, até que chegasse a hora da mudança de turno; com saudade da obra de tuas mãos, tu me chamarias e eu responderia

Jó havia feito uma proposta curiosa e inédita: ficar escondido no túmulo, até que a ira de Deus passasse. Depois Deus sentiria saudade de sua criatura e iria buscá-la no mundo dos mortos. Com essa oração, veio ao coração do homem pela primeira vez a idéia da ressurreição que só tomaria corpo muito mais tarde, no século II a.C. através dos separatistas fariseus.

Mais tarde o Evangelho – a doutrina de Jesus Cristo, proclama a ressurreição através de uma nova concepção, o mistério da fé e da graça como sendo a verdadeira religião: o homem se entrega livre e gratuitamente a Ele, Jesus, independente do seu estado de culpado ou inocente. Jesus; o Cristo, Filho de Deus, volta-se para o homem gratuitamente, a fim de estabelecer com ele através do Espírito Santo (mistério insondável), uma comunhão que o leva para a uma nova vida; um novo caráter; uma salvação eterna com Deus. A Escritura nos diz: "onde ABUNDOU o pecado, SUPERABUNDOU a graça".

E pelo nome de Jesus e sua doutrina cristã – a Palavra de Deus, faz o homem surgir para uma nova e definitiva vida, distinta e, em certa medida, oposta à existência terrestre, e que, a partir da ressurreição de Cristo, aguarda todos os fiéis cristãos.

Jesus é o Deus da ressurreição. Se Jesus não ressuscitou fisicamente, não há salvação (Rm 10.9), a ressurreição é o centro do evangelho pelo qual somos salvos (1Co 15.1-5). Robert Gundry listou. “Desmaterializar a ressurreição, por quaisquer meios, é castrar a soberania de Deus em seu propósito criativo e graça redentora”.
“Mas, depois de eu ressuscitar, irei adiante de vós para a Galiléia” (Palavras de Jesus, Mt 26.32).

Luiz Clédio
Abril/2007
Share on Google Plus

About Doutrina Cristã

0 comentários:

Postar um comentário

Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
Deixe seu comentário.
Ele é muito importante.
Obrigado