Olhos fixos.

Por: Luiz Clédio Monteiro
http://www.cledio.blogspot.com.

Estamos rodeados de grande número de testemunhas que, em exemplo de fé encontraram o livramento. Vamos deixar de lado, portanto tudo o que nos atrapalha e o medo que se agarra em nós. Temos agora um modelo mais eficaz para estimular a perseverança: manter os olhos fixos em Jesus, autor e consumador da fé.
Vamos fazer como Jesus que em troca da felicidade que lhe era proposta, se submeteu à cruz, desprezando a breve desonra momentânea. Não vamos cansar e nem perder o ânimo, antes vamos nos firmar atentamente em Jesus, que suportou contra si tão grande hostilidade por parte dos opressores, no entanto, se assentou à direita do trono de Deus. Assim, da mesma forma, a nossa vitória será a glorificação pela ressurreição (Hb. 12: 1-3).
De forma alguma devemos retornar à prática da velha tradição de outrora; isso esgotaria o dom da salvação que Deus realizou em Jesus Cristo.
Podemos até sofrer por causa do nosso protestar; muitas vezes, teremos que enfrentar o desprezo dos que querem nos aliciar. Num primeiro momento, pode parecer que se trata de castigo. Mas, à luz do destino de Jesus, descobriremos que o sofrimento e a perseguição por causa do nosso viver é a maneira pela qual nosso Pai nos educa para andar o mesmo caminho do seu Filho.
A aliança que fazíamos no passado realizava-se dentro de um clima terrível e perigoso. A nova aliança, porém, que estamos fazendo com Jesus é uma realidade de paz e confiança onde o Espírito Santo nos traz à presença de Deus por Cristo ressuscitado em nós; fazendo do modo de vivermos em família um exemplo para a conduta da Igreja.
Não desprezemos de forma alguma o dom de Deus, que é justo e julga continuamente, exigindo a verdade em tudo.
“Cuidado! Não deixem de escutar aquele que fala a vocês. As pessoas que recusaram escutar aquele que as advertia na terra, não escaparam do castigo. E menos ainda escaparemos nós do castigo, se nos afastarmos de quem nos fala do alto do céu. (Hb. 12:25)”
Share on Google Plus

About Doutrina Cristã

0 comentários:

Postar um comentário

Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
Deixe seu comentário.
Ele é muito importante.
Obrigado