SINAL

SINAL


SINAL

O dicionário revela a palavra como, qualquer manifestação que permite conhecer, reconhecer ou prever alguma coisa. Ex.: "o ladrar dos cães era sinal de perigo". Diz também que, significa algo previamente combinado entre duas ou mais pessoas e que carrega determinada informação. Ex.: "sinal de alarme". Em termos jurídicos, ele significa, penhor; uma função essencial de confirmação do contrato. Sinal”, para a área de saúde, são as alterações no metabolismo, no aspecto de uma pessoa, ... 
A mais recente função do sinal além de usados no trânsito, nas escolas, na gramática, para os pedestres; creio ser o “Sinal Digital”; que é uma sequência discreta (descontínua) no tempo e em amplitude, para determinados instantes de tempo. Chega de tanto sinal. Bem se ver que o sinal tem servido para diversas circunstâncias.

Quero, no entanto, abranger o “Sinal”, em termos bíblico, como algo previamente combinado ou como informação. Sua importância foi extraordinária. Em todo tempo a humanidade pedia a Deus por um “Sinal”:
  • ·         Ora, de um caminho, para sua salvação; [Mt. 24: 24] – porque surgirão falsos cristos e falsos profetas operando grandes sinais e prodígios para enganar, se possível, os próprios eleitos.
  • ·         Ora, de um evento, para aumentar a fé; [Mt. 24:3} – Dize-nos quando sucederão estas coisas e que sinal haverá da tua vinda e da consumação do século.
  • ·         Ora, dos tempos, para não arruinar-se. [Mt. 16:3] – Sabeis, na verdade, discernir o aspecto do céu e não podeis discernir os sinais dos tempos?
Enfim o mundo sempre precisou de um “Sinal”; de Deus! Para continuar... E, Deus sempre deu um “Sinal” a seu povo para confirmar. Foi assim quando os escribas fariseus que não queriam se comprometer com Jesus replicaram: Mestre, queremos ver de tua parte algum sinal. [Mt. 12: 38]. Jesus recusa dar um sinal para provar a sua missão, porque nenhum milagre é capaz de despertar a fé naqueles. Contudo, Jesus dá, é o da sua morte e ressurreição, quando se referiu a Jonas. [Lc. 11: 30] – Porque, assim como Jonas foi sinal para os ninivitas, o Filho do Homem o será para esta geração.

O primeiro sinal que Deus usou, foi por misericórdia da família num contexto social. [Gn. 4:15] – Deus lhe respondeu: “Quem matar Caim será vingado sete vezes”. E Deus colocou um sinal sobre Caim, a fim de que ele não fosse morto por quem o encontrasse. 

O arco-íris, que aparece depois da chuva é o sinal da aliança, Deus garante a vida para todos.  [Gn. 9:12] – Deus disse: “Este é o sinal da aliança que coloco entre mim e vocês e todos os seres vivos que estão com vocês, para todas as gerações futuras”

Quando nos sentimos incapaz e sem autoridade para ser mediador da libertação, Deus nos assegura que estará conosco, e que a libertação vai se realizar: [Ex. 3:12] – Deus respondeu: “Eu estou com você, e este é o sinal de que eu o envio: quando você tirar o povo do Egito, vocês vão servir a Deus nesta montanha”.

A liberdade tem sinal. Ele vem para fazer justiça, punindo o opressor e protegendo o oprimido. [Ex. 12:13] – O sangue nas casas será um sinal de que vocês estão dentro delas: ao ver o sangue, eu passarei adiante. E o flagelo destruidor não atingirá vocês, quando eu ferir o Egito.

O descanso semanal é um sinal de obediência a Deus. [Ex. 31:17] – “Será um sinal perpétuo entre mim e os filhos de Israel, porque em seis dias Deus fez o céu e a terra, mas no sétimo dia ele parou para respirar”.

O amor tem como sinal a tarefa da vida. O amor total, que penetra e informa a consciência: Javé é o único Deus. [Dt. 6: 4-9] – Ouça, Israel! Javé nosso Deus é o único Javé.   Portanto, ame a Javé seu Deus com todo o seu coração, com toda a sua alma e com toda a sua força. Que estas palavras, que hoje eu lhe ordeno, estejam em seu coração. Você as inculcará em seus filhos, e delas falará sentado em sua casa e andando em seu caminho, estando deitado e de pé. Você também as amarrará em sua mão como sinal, e elas serão como faixa entre seus olhos. Você as escreverá nos batentes de sua casa e nas portas da cidade.

Nossa vocação pede um sinal para confirmar a missão. [Jz. 6:17] – Gedeão insistiu: “Se alcancei teu favor, dá-me um sinal de que és tu quem fala comigo”.

O sinal do poder é a favor dos pobres. [1Sm. 10: 1] – Você governará o povo e o libertará dos inimigos vizinhos. Eis o sinal de que Javé ungiu você como chefe da herança dele.

Até um ato de insanidade mental para os homens, pode ser um sinal de Deus. [Is. 20:3] – Depois Javé disse: “Assim como Isaías, meu servo, andou nu e descalço por três anos, esse fato será um sinal e um exemplo para o Egito e a Etiópia”.

Houve também um sinal de contradição para os ricos e poderosos. [Lc. 2: 34] – Simeão os abençoou, e disse a Maria, mãe do menino: “Eis que este menino vai ser causa de queda e elevação de muitos em Israel. Ele será um sinal de contradição”.

Fidelidade também tem sinal. Um dos discípulos se alia ao poder repressivo das autoridades e trai Jesus com um gesto de amizade. [Mc. 14:44] – O traidor tinha combinado com eles um sinal, dizendo: ‘Jesus é aquele que eu beijar. Prendam, e levem bem guardado’.

A igreja recebeu um sinal do projeto de Jesus muito difícil, distante e inviável. [Mc. 16: 17-18] Os sinais que acompanharão aqueles que acreditarem são estes: expulsarão demônios em meu nome, falarão novas línguas; se pegarem cobras ou beberem algum veneno, não sofrerão nenhum mal; quando colocarem as mãos sobre os doentes, estes ficarão curados.

Temos ainda o sinal prometido; aquele que ainda virá. O sinal da plena manifestação de Jesus. [Mt. 24: 30] – Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem; todos os povos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e muita glória. Não sabemos “quando” ou “como” acontecerá, portanto devemos nos comportar na espera, enquanto testemunhamos sem desanimar, continuando a ação de Jesus.

Por fim jesus deixou o sinal que identificará seus discípulos por todos os dias, até o fim dos tempo. [Jo. 13: 34-35] – Eu dou a vocês um mandamento novo: amem-se uns aos outros. Assim como eu amei vocês, vocês devem se amar uns aos outros. Se vocês tiverem amor uns para com os outros, todos reconhecerão [sinal] que vocês são meus discípulos. Este é o sinal deixado para o mundo novo que supera todos os outros mandamentos.

Deus e o homem são inseparáveis. E é somente amando ao homem que amamos a Deus. Em Jesus, Deus se fez presente no homem. [Mc. 16: 20] – E eles, tendo partido, pregaram em toda parte, cooperando com eles o Senhor e confirmando a palavra por meio de sinais, que se seguiam.

Muitos outros sinais fez Jesus, auxiliando os homens na fé. [Jo. 2: 23] – Estando ele em Jerusalém, durante a Festa da Páscoa, muitos, vendo os sinais que ele fazia, creram no seu nome.

Amém. O mundo creu, no sinal da fé. [Jo. 3:2] – Rabi, sabemos que és Mestre vindo da parte de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele.

Outrossim, [Jo. 20:30] – Na verdade, fez Jesus diante dos discípulos muitos outros sinais que não estão escritos neste livro.

Agora vamos, sem temor, revelar ao mundo; os sinais oculto do Filho do Homem.  [Atos 4:16] – Que faremos com estes homens? Pois, na verdade, é manifesto a todos os habitantes de Jerusalém que um sinal notório foi feito por eles, e não o podemos negar.

E suplicamos: [Sl. 86:17] – Realiza para mim um sinal de bondade: meus inimigos verão e ficarão envergonhados, porque tu, Javé, me socorres e consolas.

Aleluia !!!

[Por: Luiz Clédio Monteiro – jun/2018]