Header Ads

Vale a pena ser cristão?



Por: Luiz Clédio Monteiro

Ele vive em duas esferas, uma espiritual que predomina e outra natural.

O mundo tem tendência em desprezá-lo por causa da sua fé. Nisso, ele é zombado; falam dele pelas costas; é ignorado propositalmente; é desmerecido de reconhecimento; e, em tudo que faz, é perseguido.

Isso dói, e confunde o seu procedimento; alguns chegam a tentar esconder a sua fé. No entanto, devemos sempre nos alegrar com perseverança. Filipenses, tem a resposta para o dilema da rejeição do crente pelo mundo.

Analisemos então o capítulo 1 deste livro e vamos verificar, que, cada um dos 30 versículos, menciona uma característica do crente.

Vejamos respectivamente: Ele é um servo de Deus (v1); tem graça e paz na parte de Deus (v2); é agradecido a Deus (v3); suplica com alegria pelos irmãos (v4); coopera financeiramente com o evangelho (v5); crer no aperfeiçoamento das obras (v6); é unido no sofrimento e compartilha no testemunho do evangelho (v7); tem afeição e saudade dos irmãos (v8); ora pelo aumento do amor (v9); é aprovado na excelência (v10); é cheio do fruto da justiça (v11); suas provações contribuem para o progresso do evangelho (v12); sua vida manifesta Cristo (v13); fala sem temor (v14); fala por boa mente (v15); é posto para a defesa do evangelho (v16); não se preocupa com o próprio bem-estar (v17); regozija-se por Cristo ser anunciado (v18); suplica pelos aflitos (v19); não é confundido (v20); não anseia por viver ou morrer (v21); seu viver é fruto da fé (v22); tem uma forte sensação de servir a Cristo (v23); sabe que Jesus lhe permitirá fazer tudo que lhe pede (v24); tem progresso e gozo na fé (v25); receber um irmão é motivo de gloria em Cristo (v26); são firme num só espírito e lutam com uma só alma pela fé do evangelho (v27); é corajoso (v28); é concedido pelo amor de Cristo (v29); é combatente (v30).

Pelo fato de crer que Deus sempre termina o que Ele começa, por fidelidade deixa as posições estimadas da sociedade para aceitar viver designado por Deus; tendo assim, postura para eliminar, o medo e a preocupação; aceitando com liberdade as circunstâncias adversas, pois tem convicção de que dos prejuízos nascem os proveitos, por isso as aflições não os atemorizam, fazendo-o exortar uma vida de perseverança com a bondade, a generosidade, a dignidade e a santidade do evangelho (v12-26).

Crer que à vontade de Deus é a nossa vitória, e que, a verdadeira fé em Cristo envolve sofrimento. Recusa-se preocupar com coisas, estando sempre contente em todas as circunstâncias baseado em que, o Senhor dar paz àqueles que confiam nele. A sua alegria consiste em um relacionamento pessoal e empreendedor com Cristo, que transforma situações adversas para seu bem e para Sua glória (v27-30).

Para o crente falar sobre Cristo é sua grande paixão; conhecê-Lo, sua aspiração; sofrer por Ele, um privilégio, e mais: tem esperanças em ver o nome de Cristo sendo propagado pelos não crentes (v15-18). ]

Em fim sabe o crente, que o sofrimento é um dom do nosso Senhor Jesus Cristo, mas que acompanha a Salvação. É parte da sua obra aperfeiçoadora, que, pelo Seu Espírito Santo direciona o propósito de Deus, na nossa vida, promovendo a unidade e a comunhão com o corpo de Cristo, criando uma comunidade de amor inspirada e direcionada para o louvor e adoração dos verdadeiros crentes.

Portanto, vale a pena ser crente, sim!
Tecnologia do Blogger.