Breaking News

ads header
  • Breaking News

    domingo, 13 de agosto de 2017

    HOMEM BÍBLIA!


    HOMEM BÍBLIA!

    Não lembro se alguma vez ouvi esse refrão – “Homem Bíblia”. Mas foi assim que fui chamado [não vou dizer por quem; porque é o nome que faz o fuxico], visto que não foi como sendo um elogio, que me foi dito; mas com discriminação, pelo o fato de tudo quanto faço de certo ou de errado, busco na Bíblia uma razão de ser; e, até de aconselhar a não ser julgado por terceiros.

    Aplicar a Bíblia é o dever de todos os cristãos. Do contrário de que adiantaria crer em suas Palavras Divinas – inspiradas pelo Espírito Santo? O mundo no entanto, não suporta a ideia. Para o mundo, a Bíblia não passa de um livro sensacionalista impraticável de onde tiramos nossas defesas.

    No entanto, quando usamos os ensinamentos bíblicos, estamos em obediência com Deus, que nos chama a praticar o manuseio da Palavra Bíblica (Filipenses 4:9).

    Tenho como ministério, enviar centenas de mensagens pelas redes sociais, todos os dias.  Mas confesso que fiquei uns dias paralisado, meio que envergonhado lembrando as palavras do meu interlocutor que exaltado insultou-me de “Homem Bíblia”. Isso me fez sentir sujo, indigno de usar os conselhos bíblicos. “Homem Bíblia” para mim, suou como “homem mentiroso”; que usa a Bíblia como pretexto para justificar seus pecados em virtude da fé, que deposito na compaixão de Deus.

    O escritor e filósofo Edmund Burke disse uma vez: "Ler sem refletir é como comer sem digerir." Não podemos nos dar ao luxo de "comer" a Palavra de Deus sem "digeri-la" [gotquestions.org]. E uma vez meditado a Palavra, não há como não reenviar ao mundo tão necessitado de “boas notícias”. Voltei lento, mas estou gradativamente retomando as atividades. Porque é na beira do abismo que acontecem as transformações. 

    É nessa hora que temos que achar espaço no coração, tirando as coisas miúdas, insignificantes ou até duvidosas e depositar algo maior e mais relevante, que possa lembrar o amor de Cristo e assim praticar. Entendendo, que, quando Deus nos ordenou “dominar sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os grandes animais de toda a terra e sobre todos os pequenos animais ­ que se movem rente ao chão" [Gn. 1:26], não incluía ai nossos semelhantes. A estes, Jesus posteriormente nos mandou amar como a nós mesmos; e, até exageradamente como ele mesmo nos amou, o que, é quase impossível. Visto que, “em matérias de amor, nós moderamos ao invés de exagerarmos!”

    Vou receber este título de “Homem Bíblia”, da mesma formas, que quando, os apóstolos se retiraram do Sinédrio, contentes por haverem sido considerados dignos de serem humilhados por causa do Nome.

    Além do mais, havia dias atrás, pedido a Deus, que me desse amigos que me corrigissem ao invés de beijar-me. Recebi.


    [Por: Luiz Clédio Monteiro – ago/2017]

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
    Deixe seu comentário.
    Ele é muito importante.
    Obrigado