O ESPIRITUAL NO NATURAL



O ESPIRITUAL NO NATURAL.

A Ciência elucida o que ela observa de “baixo para cima” [o natural]. A Bíblia revela o que [ainda] não podemos apreciar de “cima para baixo” [o espiritual]. [Is. 55: 8]. Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor.

O aparecimento do homem visto pela ciência – É baseado na “Teoria da Evolução” onde afirma que ele, através de uma combinação de fatores genéticos e ambientais, surgiu e evoluiu como uma espécie para produzir a variedade de etnias vistas hoje... etc. etc. etc.

Este mesmo homem, espiritualmente arrazoando – afirma a Bíblia ter ele sido evolucionado de uma vez por toda a imagem e semelhança de Deus. [Gn. 1: 26] "E Deus disse: 'Façamos o homem à nossa imagem e semelhança”.

Os caminhos de Deus são verdadeiros. Em vista disto, o homem tem algo dentro de si que o incide em procurar a verdade de Deus; isto é, converter-se à Jesus; ouvir a sua palavra e tornar-se seguidor na luta em prol de libertar outras vidas. Entretanto, iludido pela sociedade, gasta todo seu tempo, com sede e fome, dominado pelo ídolo: Dinheiro. Porém, Deus não desiste do homem. [Is. 55: 10-11] Da mesma forma como a chuva e a neve, que caem do céu e para lá não voltam sem antes molhar a terra, tornando-a fecunda e fazendo-a germinar, a fim de produzir semente para o semeador e alimento para quem precisa comer, assim acontece com a minha palavra que sai de minha boca: ela não volta para mim sem efeito, sem ter realizado o que eu quero e sem ter cumprido com sucesso a missão para a qual eu a mandei. 

O trovão, naturalmente explicado pela ciência – É o som gerado pela onda de choque provocada pelo aquecimento e subsequente expansão supersônica do ar atravessado por uma descarga eléctrica (o raio). [Wikipédia].

Mas, discernindo espiritualmente – O trovão e os raios, advém do fogo do incensário que fica no altar de ouro diante do trono de Deus, atirado sobre a terra; logo após, ter sido usado pelos Anjos, para a queima de incenso, com finalidade de elevar as orações dos santos à Deus. [Ap. 8: 3-5] E outro Anjo se colocou perto do altar: tinha nas mãos um turíbulo de ouro. Ele recebeu uma grande quantidade de incenso para ser oferecido, juntamente com as orações de todos os santos, sobre o altar de ouro, que está diante do trono. Da mão do Anjo subia até Deus a fumaça do incenso com as orações dos santos. Depois, o Anjo pegou o turíbulo e o encheu com o fogo do altar; e atirou o turíbulo sobre a terra. Houve então trovões, clamores, relâmpagos e grande terremoto.

Sobre o surgimento do Universo – A Ciência que ver de “baixo para cima” tem duas teorias:

- Na primeira: “Teoria do Big Bang”. O universo teria surgido de uma grande explosão cósmica, criando assim, o espaço e o tempo.

- Na outra: “Teria da Objetividade”. O universo surgiu do nada. Demonstrada introdutoriamente como sendo “A Primeira Verdade Absoluta” ou “Obviedade absoluta”. Onde afirma que:  “Antes de surgir o Universo havia Nada”.

Agora, pelos olhos da Bíblia, o surgimento do Universo, diz a “Palavra Sagrada” que tudo sabe; e, ver de “cima para baixo”, que o Universo, foi criado, não de forma científico, mas surgido com que brotado pelo poder de Deus. Explicado e contemplado pelas Escrituras de forma poética. [Gn 1:1-2] No princípio criou Deus o céu e a terra. E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.

Na “Teria da Objetividade”, faltou narrar um pequeno, grande detalhe, depois do “Nada”, para se completar como verdadeira: “Senão o Espirito de Deus”


[Por: Luiz Clédio Monteiro Filho – abr/2017]
Share on Google Plus

About Doutrina Cristã

0 comentários:

Postar um comentário

Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
Deixe seu comentário.
Ele é muito importante.
Obrigado