MADUROS OU VELHOS?


MADUROS OU VELHOS?

Uns amadurecem outros envelhecem. Os maduros se aprofundam na fé que consiste em que Deus salva o mundo por meio de Jesus Cristo. O amadurecimento do homem vem da obra do Espírito que agiu através do Evangelho recebido com sabedoria. Os velhos por sua vez, são os que passam a vida confiando em si mesmo, na sua própria capacidade. Não conseguem atingir a compreensão da fraqueza de crer em Jesus crucificado como um projeto de Deus[1 Co 2: 6-9] Na realidade, é aos maduros na fé que falamos de uma sabedoria que não foi dada por este mundo, nem pelas autoridades passageiras deste mundo. Ensinamos uma coisa misteriosa e escondida: a sabedoria de Deus, aquela que ele projetou desde o princípio do mundo para nos levar à sua glória. Nenhuma autoridade do mundo conheceu tal sabedoria, pois se a tivessem conhecido não teriam crucificado o Senhor da glória. Mas, como diz a Escritura: “o que os olhos não viram, os ouvidos não ouviram e o coração do homem não percebeu, foi isso que Deus preparou para aqueles que o amam.” Deus, porém, o revelou a nós pelo Espírito.

Podemos ver pessoas envelhecendo, assiduamente obediente na adoração e louvor, sem, contudo chegarem ao amadurecimento pela fé. Nota-se esta imaturidade na fé, ao condicionamento da própria fé à preferência por um ou outro pregador e/ou líder. Isto demonstra a pessoa imatura, velha, acabada. [1 Co. 3: 1-4] Quanto a mim, irmãos, não pude falar a vocês como a homens maduros na fé, mas apenas a uma gente fraca, como as crianças em Cristo. Dei leite para vocês beberem, não alimento sólido, pois vocês não o podiam suportar. Nem mesmo agora o podem, pois ainda se deixam levar por instintos egoístas. De fato, se entre vocês há invejas e brigas, não será pelo fato de serem guiados por instintos egoístas e por se comportarem como qualquer um? Quando alguém declara: “Eu sou de Paulo”, e outro diz: “Eu sou de Apolo”, não estarão vocês se comportando como qualquer um?

Os amadurecidos na fé não agem dessa forma; jamais. A maturidade espiritual os leva aos princípios que unem, e que são favoráveis aos princípios básicos, que provém do Espírito: a unidade em Jesus Cristo. [1 Co. 3: 21-23] Portanto, ninguém coloque seu orgulho nos homens, pois tudo pertence a vocês: Paulo, Apolo, Pedro, o mundo, a vida, a morte, as coisas presentes e as futuras. Tudo é de vocês; mas vocês são de Cristo e Cristo é de Deus.

A imagem do maduro, e não do velho é que se apresenta como o verdadeiro agente da fé. Este é o servidor do projeto de Deus efetivado em Jesus Cristo e que incide em auxiliar os homens velhos a refletir no compromisso de fé em Jesus, cuja ação deve prosseguir. [1 Co. 3: 9] Nós trabalhamos juntos na obra de Deus, mas o campo e a construção de Deus são vocês.

Os maduros de fato testemunham de Cristo. Já os velhos, se contradizem. O sucesso não leva o maduro à vanglória, pois o projeto não é seu; a eficácia vem de Deus, que também dá as aptidões e capacidades. [1 Co 3: 10-11] Eu, como bom arquiteto, lancei os alicerces conforme o dom que Deus me concedeu; outro constrói por cima do alicerce. Mas cada um veja como constrói! Ninguém pode colocar um alicerce diferente daquele que já foi posto: Jesus Cristo.

A responsabilidade tanto do maduro como a do velho é grande, pois deverá prestar contas ao próprio Deus, que provará quanto vale a obra de cada um. [1 Co 3: 15] Aquele, porém, que tiver sua obra queimada, perderá a recompensa. Entretanto, o operário se salvará, mas como alguém que escapa de incêndio.


[por: Luiz Clédio Monteiro – set/2016]
Share on Google Plus

About Doutrina Cristã

0 comentários:

Postar um comentário

Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
Deixe seu comentário.
Ele é muito importante.
Obrigado