A PRIORIDADE DE DEUS.


A PRIORIDADE DE DEUS.

O sol nasce para todos. A chuva cai sobre os bons e os maus. Deus ama a todos, e Cristo morreu por todos – [At 10.34] "Reconheço por verdade que Deus não faz acepção de pessoas". Dessa forma não precisamos fazer nada para angariarmos as bênçãos de Deus? Mas, se alguns não estão recebendo as devidas benções, pode está pensando que Deus os enganou? Acaso, não estamos entendendo alguma coisa de forma errada?

De forma alguma Deus seria capaz de nos enganar. Deus é a verdade; Jesus é caminho desta verdade, que é a vida de benção. Deus é o nosso Pai que está nos Céus. Sim. Mas Ele tem suas prioridades – [Mt. 15: 24] Jesus respondeu: “Eu fui mandado somente para as ovelhas perdidas do povo de Israel.” Naquele momento Jesus tinha uma prioridade: constituir o povo de Deus na história começando por Israel.

Quem nesta vida obteve todas as respostas, alcançou também o fim da sua obra em si mesmo. Porem o que vive em sofrimento clamando por um milagre sem, contudo saber qual será a resposta, e ainda permanecer na fé, este por reconhecimento divino fará parte juntamente com sua família deste projeto prioritário de Deus – [Mt. 15: 28] Diante disso, Jesus lhe disse: “Mulher, é grande a sua fé! Seja feito como você quer.” E desde esse momento a filha dela ficou curada. Não são as crenças particulares que engajam alguém no povo de Deus, mas o fato de acreditar que Jesus é o guia desse povo.

Cristo morreu por todos nós. Porque foi morto por todos nós. Nisto o mundo viu um exemplo de obediência ao seu Pai. Quanto à salvação, temos que busca-la pela fé no ato de crer na sua ressurreição e ascensão ao céu como Filho de Deus – [Mt. 20: 17-19] Enquanto subia para Jerusalém, Jesus tomou consigo os doze discípulos em particular e, durante a caminhada, disse para eles: “Eis que estamos subindo para Jerusalém, e o Filho do Homem vai ser entregue aos chefes dos sacerdotes e aos doutores da Lei. Eles o condenarão à morte, e o entregarão aos pagãos para zombarem dele, flagelá-lo e crucificá-lo. E no terceiro dia ele ressuscitará.”

A ressurreição e ascensão marcou o fim da prioridade de Cristo de atuação em formar multiplicadores como servos a fim de resgatar o mundo – [At. 1: 8] Mas o Espírito Santo descerá sobre vocês, e dele receberão força para serem as minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os extremos da terra.

Jesus literalmente foi elevado gradualmente às alturas, à vista dos discípulos [e não de todos por quem ele morreu], até que uma nuvem o encobriu e ele não mais foi visto – [At 1: 9] Depois de dizer isso, Jesus foi levado ao céu à vista deles. E quando uma nuvem o cobriu, eles não puderam vê-lo mais.

O período de espera para sua volta gloriosa para julgar e reinar está em evidência, enquanto multiplicamos em seu lugar. Entre “estes” os direitos são iguais de participar da bondade e misericórdia divinas, que superam tudo o que os homens consideram como justiça – [Mt. 20: 16] Assim, os últimos serão os primeiros, e os primeiros serão os últimos. Estamos enganados em julgar possuir mais méritos do que os outros. O  Reino é dom gratuito. A prioridade é de Deus.


[Por: Luiz Clédio Monteiro – ago/2016]
Share on Google Plus

About Doutrina Cristã

0 comentários:

Postar um comentário

Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
Deixe seu comentário.
Ele é muito importante.
Obrigado