UMA PROMESSA DE SALVAÇÃO POÉTICA.


UMA PROMESSA DE SALVAÇÃO POÉTICA.

A vinda de Jesus a Terra, da forma como veio, e para a razão pela qual vimos, constituiu uma ação de “Justiça e Salvação.” Tal promessa profética é relatada em mistério e poesia no livro de Isaias [45: 8] – “Céus, gotejem lá de cima, e as nuvens chovam a justiça; que a terra se abra e produza a salvação, e junto com ela brote a justiça. Eu, Javé, as criei”.

O Espirito Santo mana do Céu, para inseminar com retidão o ventre aberto da mulher para salvar o mundo; e juntos, geram o broto, Jesus – a justiça de Deus que ele mesmo Criou. Justiça e salvação sempre são frutos do céu e da terra, de Deus e do homem: Deus é quem concede, e o homem as recebe; Deus as criou e realiza através da criatividade humana. [Salmos 85:11] – A lealdade germinará da terra, e a perfeita justiça descerá dos céus! Amem!

Isaías 48:18 – Ah! Se tivesses dado atenção aos meus mandamentos e princípios! Então seria a tua paz como um rio calmo, e a tua justiça como as brancas e fortes ondas do mar. [Isaías 60:21] – Então todo o teu povo será constituído de pessoas justas, e possuirá a terra para sempre. Ele é, portanto, o Renovo que plantei, obra das minhas próprias mãos, a fim de manifestar ao mundo a minha Glória.

Isaías 61:11 – Porque, assim como a terra faz brotar a planta e o jardim faz germinar a semente, assim o Soberano, Yahweh, fará nascer a justiça e o louvor diante de todas as nações!

[Por: Luiz Clédio Monteiro – jun/2016]




Share on Google Plus

About Doutrina Cristã

0 comentários:

Postar um comentário

Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
Deixe seu comentário.
Ele é muito importante.
Obrigado