AFINAL, AS PESSOAS MUDAM OU NÃO?


AFINAL, AS PESSOAS MUDAM OU NÃO?

Creio que não. Quando o menino é amolador, se torna um adolescente azucrinante, revelando-se um jovem chato, consequentemente um adulto importuno, o levando a um velho maçante; ou seja, uma vida inteira sendo a mesma pessoa irritante. Como um pau que nasce torto...
Embora as pessoas mudem com a gente e, esquecem-se, de avisar o porquê, elas na verdade trocaram as prioridades. Porque as pessoas nunca mudam, elas são e será aquilo que sempre foram. Principalmente quando são verdadeiras, do contrario, fingem que mudaram para agradar ou enganar alguém.

Portanto quando as pessoas mudam, mudam fisicamente, por ser essa a necessidade da vida pelo tempo; não quer dizer, entretanto, que houve mudança do caráter. A mudança interna do caráter não é algo que basta você apontar e apertar o gatilho e pronto. Não. Contudo pelo arrependimento, pelo desejo de renovação por não querer mais ser o que é e, pelo amor que se tem pela pessoa que nos ama; deseja-se de todo coração mudar para melhor. Devemos tentar. Nunca é tarde para recomeçar. E mesmo sabendo que não podemos mudar o passado, o que importa é o que vem depois.

Há uma forma de mudar. Na verdade essa mudança não seria propriamente uma mudança, pois não mudamos, seria um recomeçar, reiniciar, “nascer de novo”. Isso mesmo, um novo começo - o nascimento de uma nova pessoa em você, desta vez, não por uma mulher, mas pelo poder do Espírito Santo através de Cristo - que salva e pode dá nova vida às pessoas – agora com um coração forte capaz de vencer a velha, carrancuda e teimosa maneira de ser, que, mesmo estando presente pelo primeiro nascimento, viverá doravante sobre o domínio de este novo ser nascido pelo Espírito.

O SIGNIFICADO DE “NASCER DE NOVO” – [Joao 3: 1-12]

Entre os fariseus havia um homem chamado Nicodemos. Era um judeu importante. Ele foi encontrar-se de noite com Jesus, e disse: «Rabi, sabemos que tu és um Mestre vindo da parte de Deus. Realmente, ninguém pode realizar os sinais que tu fazes, se Deus não está com ele.» Jesus respondeu: «Eu garanto a você: se alguém não nasce do alto, não poderá ver o Reino de Deus.»
Nicodemos disse: «Como é que um homem pode nascer de novo, se já é velho? Poderá entrar outra vez no ventre de sua mãe e nascer?» Jesus respondeu: «Eu garanto a você: ninguém pode entrar no Reino de Deus, se não nasce da água e do Espírito. Quem nasce da carne é carne, quem nasce do Espírito é espírito. Não se espante se eu digo que é preciso vocês nascerem do alto. O vento sopra onde quer, você ouve o barulho, mas não sabe de onde ele vem, nem para onde vai. Acontece a mesma coisa com quem nasceu do Espírito.»
Nicodemos perguntou: «Como é que isso pode acontecer?» Jesus respondeu: «Você é o mestre em Israel e não sabe essas coisas? Eu garanto a você: nós falamos aquilo que sabemos, e damos testemunho daquilo que vimos, mas, apesar disso, vocês não aceitam o nosso testemunho. Se vocês não acreditam quando eu falo sobre as coisas da terra, como poderão acreditar quando eu lhes falar das coisas do céu?

Ter fé em Jesus não é só admirar o que ele diz e faz. É se entregar para o compromisso total com Ele, o que exige um novo nascimento. Isso implica estar sempre aberto para a novidade de Deus. Quem se converte é guiado pelo Espírito de Deus e se torna imprevisível para os homens. Essa fé cristã é celebrada através de rito significativo: o batismo.

Agora, você precisa meditar no que acaba de saber sobre o papel de Jesus no propósito de Deus em lhe querer fazer uma nova criatura como filho de Deus. Capaz de poder vencer o velho homem que vive dentro de você. E, ser feliz em paz.


[por: Luiz Clédio Monteiro – maio/2016]
Share on Google Plus

About Doutrina Cristã

0 comentários:

Postar um comentário

Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
Deixe seu comentário.
Ele é muito importante.
Obrigado