Breaking News

ads header
  • Breaking News

    sábado, 26 de maio de 2012

    Os prometidos em casamento!



    Os prometidos em casamento!

    [Lc. 1: 27] Foi a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José, que era descendente de Davi. E o nome da virgem era Maria.

    ·         Os planos vêm do coração – mas a resposta é do Senhor.
    ·         A disposição de amar é limpa aos nossos olhos – mas o Senhor pesa os sentimentos.
    ·         O coração do homem propõe o seu caminho – mas o Senhor lhe dirige os passos.
    ·         Confiemos então ao Senhor as nossas obras – e os desígnios serão estabelecidos [compilado Pv. 16: 1-3, 9].

    Assim é ao casar. Nasce em nosso coração o desejo de juntar os trapos, somar a grana, ganhar um noivo rico, entrar para uma família ilustre, em fim melhorar de vida. Mas nem imaginamos que a resposta de Deus é outra, onde as finalidades serão estabelecidas.

    Nasce em nosso coração o desejo de amar; mas um amar diferente desse que temos, cheio de advertências, intimidações... Queremos agora amar um amor sem restrições, sem hora, em qualquer lugar, ou melhor, em nosso cantinho, numa casa só nossa. Mas não se passa por nossa cabeça que o Senhor já pesou as bodas deste amor dentro de um projeto de família onde previamente fomos anunciados em espírito.

    Totalmente embalado pelo plano do casamento; os corações [que são dois agora] escolhem o caminho da realização da cerimônia a fim de que tudo seja exatamente como num sonho. Contudo, o Senhor é quem dirige os passos da consagração.

    Na expansão do noivado os dias são de reflexões nos compromissos a serem jurados; neles constam as promessas de viver um para o outro na riqueza ou na pobreza; na saúde ou na doença. Haja o que houver deverão sempre suportar-se. Mas não imaginamos que Deus prepara um sentido muito maior.

    O que realmente Deus quer com os prometidos em casamento é que eles sejam testemunha de vida dentro de uma existência vivida. Em fim casamos para sermos testemunhas. Nisto estamos dizendo, que, estaremos todos os dias um ao lado do outro evitando que a nossa história atravesse despercebido neste mundo, sem que ninguém venha saber das grandes coisas que o Senhor nos fez.

    Somos testemunha de Deus na vida do nosso cônjuge.

    Luiz Clédio Monteiro
    Fundador da Rede Social Cristã
    Blog [Doutrina Cristã]: www.cledio.blogspot.com

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
    Deixe seu comentário.
    Ele é muito importante.
    Obrigado