O mais importante do que ir a igreja, é fazê-lo de modo novo!




O mais importante do que ir a igreja, é fazê-lo de modo novo! 

[Lc. 10: 23] E Jesus voltou-se para os discípulos, e lhes disse em particular: “Felizes os olhos que vêem o que vocês vêem”

O povo em geral vai à igreja em tempo de solenidades sociais tais como: batizados, formatura, casamento etc. Uma parte desse povo vai também a outras ocasiões inventar promessas por motivo de aflição. Agora quanto aos que vão adorar ao Senhor... 

Por que o crente, na sua maioria, não vai mais à igreja? Uns diriam - “porque o pastor só quer saber de dinheiro”; enquanto outros justificariam – “porque não vi amor nos irmãos”. Teria ate quem dissesse – “porque Deus não me ama”. 

Pensando bem, a igreja parece ter três placas [virtuais]: uma que fica na porta da entrada dizendo – “venha comprar sem dinheiro o que você quiser”; a outra fica em frente ao gazofilácio e diz – “aqui habita a tua infâmia”; e, uma última que está escrita nos umbrais da porta de saída expõe – “volta para o mundo que te entende”. Cabe a você o dever de mudar o sentido das placas: “o que quiser, por salvação”; a “infâmia pela honra”; e, a “amizade do mundo pelo evangelismo”.  

Amados um dia nós nos naturalizamos membro do Reino de Deus. A partir deste dia deixamos de ser deste mundo passando a categoria de estrangeiro. Embora vivamos com a mesma identidade secular, somos como peregrino nestas terras longínquas da nossa nova casa. Temos agora uma nova historia com Jesus!

A igreja é a única porta que temos nestes dias onde podemos por algum momento entre irmãos, nos organizar para ouvir de Jesus os anúncios da Boa Notícia no caminho de volta para o Reino. Aqueles que não quiserem aderir à Boa Notícia certamente ficarão fora da nova história [1-16].

A igreja é como um consulado que em época de paz [secular] exerce sua função burocrática, no caso, a religiosa, para celebrar batizados, cultos, casamentos, etc. Entretanto nossa Pátria Celestial está em guerra. As vitórias realizadas são motivo de alegria para nós que retornamos. No entanto, Jesus mostra que são apenas sinais de uma libertação muito mais ampla, que ameaça o domínio de Satanás. 

A nossa verdadeira alegria é vim saber [na igreja, nosso consulado] das novidades do Reino, e que assim nós estamos participando dela [v.17-20]. Porque os que não se refugiaram na embaixada do Reino [a igreja], não são capazes de perceber em Jesus a presença do Reino. Só os que foram conseguem penetrar o sentido da atividade de Jesus e continuá-la [v.21-24].

O mais importante do que ir a igreja, é fazê-lo de modo novo. Para isso, é preciso entendê-la como sendo a “Embaixada do Reino de Deus” na terra para ouvir a palavra de Jesus, que mostra o que fazer e como fazer nestes tempos de guerra [v.38-42]. 

Luiz Clédio Monteiro
Fundador da Rede Social Cristã
Blog [Doutrina Cristã]: www.cledio.blogspot.com

Share on Google Plus

About Doutrina Cristã

1 comentários:

  1. Suas mensagens são muito boas e vir a seu blog é uma benção.Dou-lhe os parabéns e continue nessa
    sua força trazendo a cada dia essas mensagens gratificantes de edificação, consolação e exortação. É este o alvo da nossa vida, incentivar a continuar a nossa caminhada pelas veredas da luz, com alegria falando das maravilhas do nosso Salvador. Que sua vida brilhe mais e mais a cada dia. As minhas cordiais saúdações em Cristo Jesus.

    ResponderExcluir

Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
Deixe seu comentário.
Ele é muito importante.
Obrigado