Header Ads

Jesus ou Barrabás?


 
Jesus ou Barrabás?
[Mt. 27: 17] Então Pilatos perguntou à multidão reunida: “Quem vocês querem que eu solte: Barrabás, ou Jesus, que chamam de Messias?”. 
A imprudência é a mãe de muitas desgraças. Portanto devemos discernir com sabedoria o que lemos, ouvimos e vemos, a fim de sabermos distinguir o falso do verdadeiro. Mas a maior de todas as imprudências e quando sabemos o certo a ser escolhido e, preferimos levianamente negar este conhecimento admitindo que talvez seguindo um atalho mais largo e breve podemos alcançar rapidamente novas oportunidades.
O único bem em que podemos contar e confiar para entrar na eternidade é a nossa alma. Portanto, não podemos perdê-la de modo algum. Precisamos colocá-la diariamente em comunhão com Deus. Pois nada Deus responderá se O tentarmos, acusando o Senhor com incredulidade e precipitação [v.11-14]. 
O príncipe deste mundo fará de tudo para que neguemos o Messias. Principalmente se nascer em nosso coração o fruto da inveja. O Senhor, no entanto não deixará de nos alertar; sempre virá alguém sinalizar o possível sofrimento. 
Para o mundo, negar Jesus sempre foi mais fácil do que ir contra as tendências do mercado financeiro. E, por não poder matá-lo, embora possa condená-lo a morte em sua estrutura autoritária, lava as mãos, responsabilizando-se por qualquer culpa agradando com isso às intenções do sistema [v.15-26]. 
As autoridades deste mundo sabem muito bem que Jesus é perigoso para suas estruturas. Porem, todo quanto nega Jesus torna-se uma peça no jogo de interesse das potestades.
Mas Deus é libertador pelo Nosso Senhor. Louvemos as obras de Deus, criando liberdade e vida segundo seu projeto que elimina as divisões e desigualdades. Venham todos e conheçam a santidade do nosso Deus libertador que fundamenta a confiança do povo [S. 145].
Luiz Clédio Monteiro
Fundador da Rede Social Cristã
Blog [Doutrina Cristã]: www.cledio.blogspot.com
Tecnologia do Blogger.