Header Ads

Uma sociedade religiosa improdutiva.




Uma sociedade religiosa improdutiva.

[Mc. 11: 12-14] No dia seguinte, quando voltavam de Betânia, Jesus sentiu fome. Viu de longe uma figueira coberta de folhas e foi até lá ver se encontrava algum fruto. Quando chegou perto, encontrou somente folhas, pois não era tempo de figos. Então Jesus disse à figueira: “Que ninguém mais coma de seus figos”. E os discípulos escutaram o que ele disse.

A figueira simboliza a igreja [com raras exceções] em que nos encontramos. Tem beleza e formosura, mas não dar frutos, tem aparência de vida, mas não alimenta espiritualmente o povo faminto de misericórdia.

Estamos em meio a uma sociedade religiosa estéril que foi criada dentro do supremo comando do poder deste mundo. E, assim como Jesus que ao entrar no Templo expulsou os que vendiam e os que compravam. Derrubou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos vendedores de pombas [v.15], pondo abaixo o centro nervoso do comercio sobre o qual se apoiava a sociedade. E, com efeito, era com esse comércio que se sustentava grande parte da economia do país. Assim também devemos combater energicamente o comercio que impera dentro das igrejas apoiada numa falsa ordem “pentecostal da prosperidade” e renovar o que Jesus proclamou com base nas Escrituras: “Minha casa será chamada casa de oração” [v.17a].

Não vamos permitir que o sangue de Jesus, seja comercializado dentro das comunidades cristãs. Vamos educar os neófitos sobre o verdadeiro sentido do dízimo, das ofertas. Vamos impedir que alguns falsos líderes, façam da casa de Cristo, uma “toca de ladrões” [v.17b]. Mesmo que para isso possamos sofrer todo tipo de perseguições.

Jesus acusou e atacou o comércio existente dentro do Templo, Jesus condenou as bases e mexeu não só com um modo de vida religiosa, mas com toda uma estrutura que usa a religião para estabelecer e assegurar privilégios de uma classe que sustenta uma visão sovina de salvação. Por isso, os que se favorecem desse sistema, pensam ate hoje em matar a fé dos que amam verdadeiramente a igreja de Jesus, mas temem os crentes que estão ao nosso lado.

Portanto se levantarmos uma bandeira de renovação cristã onde o amor possa superar o poder do dinheiro, certamente que uma multidão de cristãos se deslumbrará e nos apoiará. 

Luiz Clédio Monteiro
Fundador da Rede Social Cristã
Blog [Doutrina Cristã]: www.cledio.blogspot.com

Tecnologia do Blogger.