Breaking News

ads header
  • Breaking News

    sábado, 4 de fevereiro de 2012

    O litígio da pureza e impureza.




    O litígio da pureza e impureza.

    [Mc. 7: 15] “O que vem de fora e entra numa pessoa, não a torna impura; as coisas que saem de dentro da pessoa é que a torna impura”.

    A pureza e impureza sempre estiveram ligadas a lei da santidade; de um lado inquestionável e do outro impresumível. Sua raiz mal localizada se baseava nas ações externas principalmente com relação aos alimentos. A moral da pureza ou impureza de alguém tinha tudo haver com regras e proibições religiosas muito antigas: é puro aquilo que pode aproximar-se de Deus, e é impuro aquilo que é impróprio ao culto ou dele é excluído. Essa concepção foi completamente abolida pelo Novo Testamento [Mc. 7: 14-23; At. 10].

    Jesus findou de uma vez por todas com a pendência sobre o que era puro ou impuro afirmando: o que vem de fora e entra numa pessoa, não a torna impura; no entanto as coisas que saem de dentro da pessoa é que a torna impura e pecaminosa. Dessa forma Jesus anuncia uma nova ética que leva à paz de espírito com relação às proibições, pois a impureza consiste no que vem da consciência humana onde os projetos do mal são criados e dão direção as coisas. Assim sendo o que entra no homem não procede ou resulta na prática do pecado, visto que, tem outro fim.

    Nesta nova forma moral os homens podem relacionar-se entre si na liberdade e na justiça. Está abolida a lei sobre a pureza e impureza [Lv 11], cuja interpretação baseava-se numa coletividade injusta, onde os tabus criavam e solidificavam diferenças entre as pessoas, gerando privilegiados e marginalizados, opressores e oprimidos.

    É claro que muitos animais são proibidos para alimentação porque sua carne é considerada repelente ou anti-higiênica. Entretanto Jesus declara definitivamente que todos os alimentos são puros e livres de qualquer culpa objetivamente religiosa. Pois é de dentro do coração das pessoas que saem as más intenções, como a imoralidade, roubos, crimes, adultérios, ambições sem limite, maldades, malícia, devassidão, inveja, calúnia, orgulho, falta de juízo [v. 21-22].

    Luiz Clédio Monteiro
    Fundador da Rede Social Cristã
    Blog [Doutrina Cristã]: www.cledio.blogspot.com

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
    Deixe seu comentário.
    Ele é muito importante.
    Obrigado