Header Ads

Cristo, o fundamento condenado.




Cristo, o fundamento condenado.

[Mc. 11: 22] “Jesus disse para eles: Tenham fé em Deus”.

Em nossos dias temos a certeza de que Jesus Cristo é o fundamento do caminho para o Reino, da verdade que salva e, da vida que Deus quer para nós, Mas nem sempre isso foi assim. No tempo em que Ele esteve aqui pessoalmente, o povo não tinha a certeza que hoje nós temos sobre Jesus e, mesmo assim, muitos não querem aceitá-lo como seu salvador porque não admitem que Ele seja o Senhor das suas vidas.

No seu tempo Jesus não foi reconhecido como sendo o “Filho de Deus” o Messias. Não. A sociedade não acolhe a proposta transformadora de Jesus. Embora ele tenha provado por dezenas de milagres, o povo continuava baseado na lei de Moises em que qualquer que o convidasse a seguir outro Deus que não fosse Jeová deveria ser morto.

Então o fundamento que Jesus era para a nova sociedade que Ele proporá estava condenado à morte. Mesmo assim seus discípulos ouviam dele lindas declarações como a de que eles deveriam ter fé em Deus. Para os discípulos de Jesus não era fácil segui-lo. Seria nos tempos de hoje você seguir um condenado pela justiça. Jesus sabia disso e os animava com a Sagrada Palavra de Deus firmando que, tudo o que eles pedissem na oração, e acreditassem que já o recebera, assim seria. [v.24]. Também os treinava na concessão do perdão dizendo: “Quando vocês estiverem orando, perdoem tudo o que tiverem contra alguém, para que o Pai de vocês que está no céu também perdoe os pecados de vocês” [v.25].

Jesus sabia que o momento da sua prisão e condenação está próximo, e, que os chefes dos sacerdotes, os doutores da Lei e os anciãos queriam fazer isso não por achar que Jesus era um motivo de idolatria; mas principalmente porque Jesus representava uma ameaça para seus negócios de câmbio no templo. Portanto Jesus não perdia a oportunidade para silenciar as autoridades que tentavam armar ciladas para jogá-lo contra o povo. Assim quando se aproximaram e perguntaram com que autoridade Ele fazia tais coisas, Jesus respondeu com outra pergunta indagando sobre a autenticidade do batismo de João Batista, o que fez com que as autoridades se calassem para serem desmoralizadas [v.20-33].  

Jesus ao contrário da figueira que secou, morreu, mas deu muitos frutos. E, por Ele inicia uma comunidade que será o novo templo: comprometida com a fé Nele e na confiança em Deus. Essa comunidade cristã será a semente da nova árvore frutífera para os homens.

Luiz Clédio Monteiro
Fundador da Rede Social Cristã
Blog [Doutrina Cristã]: www.cledio.blogspot.com
Tecnologia do Blogger.