A nossa verdadeira família.




A nossa verdadeira família.

[Mc. 3: 33] “Jesus perguntou: Quem é minha mãe e, meus irmãos?”

Damos graças a Deus quando vivemos em harmonia com nossos pais e irmãos. Porque não escolhemos nossa família, nascemos dentro dela e não tem como mudar, portanto é uma dádiva quando vivemos em consenso com aqueles que não escolhemos como ascendência. Da mesma forma são nossos filhos, eles não nos escolheram como pais; logo, precisamos facilitar essa convivência para eles, amando-os e respeitando seu espaço e tempo em concordância.

Jesus estava utilizando esse espaço e tempo como filho daquela família consanguínea; entretanto não havia ali a concordância anuente do espaço e do tempo entre eles. E, quando isso acontece, a família natural fica de fora dos planos dos filhos da mesma forma como aconteceu com Jesus; e, naturalmente escolhemos nossos próprios “parentes” com base numa concordância ascendente que deveria haver na família original.

Vejam que Jesus, por conseguinte perguntou aos que a ele vieram trazendo um recado dos seus pais que estavam do lado de fora: “Quem é minha mãe e, meus irmãos?” E, concluiu olhando para os sentados ao seu redor que o ouviam: “Aqui estão minha mãe e meus irmãos. Quem faz a vontade de Deus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe” [v.34-35]. Jesus escolheu a sua verdadeira família com base no compromisso de fé.

Com Jesus deu tudo certo, pois ele nunca pecou e sempre teve com ele a sabedoria de Deus como um Deus. E, não seguiu aqueles novos genitores escolhidos, pelo contrário esses o seguiram como Mestre por sensatez. Mas e com nossos filhos; eles por acaso terão sabedoria em eleger uma nova parentela de progenitores, entre seus amigos ouvintes? E, quem seguirá quem dentro deste acordo? E, sobre que vontade ou fé realizarão seus feitos?

Notamos que não temos como responder tantas perguntas intricadas. Dessa forma sejamos nós, alem de pais naturais, os verdadeiros genitores eleitos por nossos filhos; e, assim, como que em Jesus, teremos êxito na missão de estarmos vivendo dentro e, não fora, da nossa verdadeira família.

Luiz Clédio Monteiro
Fundador da Rede Social Cristã
Blog [Doutrina Cristã]: www.cledio.blogspot.com
Share on Google Plus

About Doutrina Cristã

0 comentários:

Postar um comentário

Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
Deixe seu comentário.
Ele é muito importante.
Obrigado