Header Ads

Liberdade e unidade.



Liberdade e unidade.

[Gl. 2: 4] “...os intrusos se infiltraram para espionar a liberdade que temos em Jesus Cristo, a fim de nos tornar escravos”.

Na luta para reconstruir o que destruímos, encontramos verdadeiras barreiras oposicionistas espionando a liberdade que temos em Jesus Cristo, a fim de nos tornar escravos novamente [v.4]. 

Entretanto não podemos lutar contra nosso próprio exército; a ordem então é encontrar uma forma que possa manter inabalável a nossa unidade como igreja e família [At. 15]. Assegurando que a nossa conversão permaneça nos modos da “Nova Aliança” e, nunca, jamais retrocedendo ao ensinamento e instrução do “olho por olho”; que consiste na rigorosa reciprocidade do crime e da pena — apropriadamente chamada, retaliação. 

A maior barreira, no entanto, não será o consentimento ou não da nossa liberdade em Cristo, mas, contudo, pelo medo de assim fazendo, venham a ser criticados ou ate mesmo perseguidos pelos mais radicais. 

A luta continua não podemos deixar esvaziar o trabalho evangelístico em virtude de divisões que possam desviar a identidade do sentido verdadeiro da caridade [v. 11-14].  

Para o crente que vive a liberdade da salvação, concedida e realizada gratuitamente como anistia, num ato de misericórdia de Deus, nenhuma força humana, nem mesmo a Lei dos livros Sagrados, tem o poder de arrancá-lo das mãos salvadora de Cristo [v.15-21].

Essa anistia proclamada na cruz chega até você no momento em que você acreditar, que, em Jesus Cristo, Deus realizou esse dom. Confiar em Jesus Cristo é colocá-lo no centro da sua existência, a ponto de poder dizer: “Já não sou eu que vivo, pois é Cristo que vive em mim” [v.20].]

Luiz Clédio Monteiro 
Fundador da Rede Social Cristã
Blog [Doutrina Cristã]: www.cledio.blogspot.com
        E-mail: Lcmf56@hotmail.com        
Tecnologia do Blogger.