Header Ads

Uma questão de consciência.


Uma questão de consciência.

[Rm. 13: 1] - Submetam-se todos às autoridades constituídas, pois não há autoridade que não venha de Deus, e as que existem foram instituídas por Ele. 

As autoridades políticas, por direito, pertencem à natureza de Deus [Só o Senhor é juiz absoluto sobre os homens]. Por uma questão de consciência, devemos nos sujeitar livremente às autoridades constituídas. Do contrário estaremos nos rebelando contra Deus. 

Nas ruas, quando vejo os carros policias, costumo lembrar que aquela viatura contendo homens fardados, armando e qualificados, é na verdade instrumento de Deus para o bem de todos. Eles aceitaram o chamado [Dom Divino] para combater o mal. Quando punem, eles estão a serviço de Deus, para manifestar a ira Dele contra o malfeitor [v.4]. Por isto, submeter-se: é uma questão de consciência. 

Defenda as autoridades: Ela serve ao povo, promovendo a justiça, zelando pelo direito e impedindo os abusos. E, não suporta a “espada” sem motivo.

Da mesma forma deve ser no seio da família. Por uma questão de consciência os filhos devem obedecer [sem precisar temer] o pai que governa o destino de toda família com determinado braço-de-ferro; e, a mãe por administrar a casa e acompanhar os estudos da garotada nos detalhes. Na verdade quando fazemos o bem não precisamos temer nada e ainda recebemos [?] elogio [v.2-3].

Também por uma questão de consciência, devemos, outrossim, com vassalo tratar os nossos compromissos, saldando a cada um, o que lhe é devido: Se imposto, imposto; se taxa, taxa; se crédito, crédito; se obrigação, obrigação; se honra a honra a quem você deve honra [v.7]. [não há nada pior que divida. Eu sei! Tenho lutado com vassalo pelas minhas].

Degradação social: uma questão de consciência!

Luiz Clédio Monteiro 
Fundador da Rede Social Cristã
Blog [Doutrina Cristã]: www.cledio.blogspot.com
 
 
 
Tecnologia do Blogger.