Breaking News

ads header
  • Breaking News

    terça-feira, 7 de dezembro de 2010

    O segredo da sobrevivência.



    O segredo da sobrevivência.

    Por: Luiz Clédio Monteiro

    “Todos os dias Deus nos dá um momento em que é possível mudar tudo que nos deixa infelizes. O instante mágico é o momento em que um sim ou um não pode mudar toda a nossa existência” (Autor Desconhecido).

    Eu e minha esposa conversávamos durante o café da manhã logo após o devocional. Falávamos do fato dela ter deixado de ir à igreja. Os motivos eram diversos inclusive falta de roupas e afins adequados. Disse a ela que fizesse umas compras no cartão e que não se preocupasse que o Senhor proveria as condições de pagamento das prestações. Na verdade só queria que ela soubesse que nada poderia justificar deixar a convivência sócio-religiosa com os irmãos (a). Então pedi a ela que orasse. Ela se negou a orar alegando está vazia sem motivação. Neste caso, disse a ela “eu vou orar por você”. Enquanto orava Deus falou comigo dizendo: “peça para ela lhe dar o seu perdão”. 

    A nossa vida matrimonial que já passa dos trinta e quatro anos, teve um passado cheio de falhas cometido por mim. Mas já convertido há doze anos pensei que aquele passado de desacerto já tivera sido esquecido, inclusive perdoado, mesmo por que minha esposa já havia se convertido há oito anos. Por isto estranhei e fiquei surpreso com a advertência de Deus para que eu pedisse a ela que me perdoasse.

    Então logo após a oração, disse a minha esposa: “Mariana, enquanto orava, Deus falou comigo. Ele mandou lhe pedi algo. Entretanto antes de fazer este pedido queria lhe dar uma coisa em troca.” E, disse-lhe: “Sei que você é uma esposa sincera, amável, e muito honesta. Nunca soube nada que lhe desabonasse a moral. No entanto quero lhe dizer que se houver algum motivo que seja necessário meu perdão, quero lhe perdoar de todo o meu coração”. Ela ficou surpresa com tudo aquilo, e agradeceu. Então, conclui. “Agora vou lhe dizer o que Deus falou enquanto orava: que eu lhe pedisse e você me desse o seu perdão por todas as ingratidões e infidelidades, cometidas por mim”.

    Um marido culpado de adultério, não tem outra esperança a não ser o perdão da sua esposa. Era assim que eu estava diante dela naquela hora. Ela então confessou que já havia me perdoado [que alívio]; e, ate se culpava de muitos dos meus fracassos [financeiros] por ter me deixado sozinho nas decisões [nem tanto pensei]. No entanto disse ela; “tem umas coisas que eu ainda não te perdoei [os adultérios?]. E, creia não estou em condições de perdoar”. 
    Retruquei – “mas Deus praticamente esperava que você me perdoasse”. Ela – “não adianta; se eu disser que eu te perdoei, estarei mentido diante de Deus. Não posso [ainda?] te perdoar”. Conclui que, fui perdoado pelo dinheiro mal cuidado, mas não pelo amor mal amado. 

    Não é fácil descobrir que o seu casamento é um relacionamento fracassado. Porque se eu sou condenado a viver sem o perdão da minha mulher; pior mesmo é a minha mulher viver com um homem o qual não merece seu perdão. Dos infelizes aqui não se sabe quem é o maior. Confesso que fiquei deprimido, mas pensei; “as grandes decisões não são feitas por impulso, mas por uma soma de esforços (Vincent Van Gogh). 

    Vejo estas coisas e digo: Por quê? [complexadamente]; mas lembro de Deus que está vendo estas coisas e penso: Por que não? Afinal eu errei, sou culpado. Resta-me uma boa razão para viver; lutar pelo perdão da minha esposa da mesma forma como um dia eu lutei pelo seu amor e consegui. 

    Finalmente vejo que a esperança do perdão é o segredo da sobrevivência! Sou um sobrevivente – “não espero pelo melhor. Confio em saber lidar com o pior” (adaptado de Roberto Simonse).


    8 comentários:

    1. Falei que iria lutar pelo perdão da minha esposa, mas pensando bem, o perdão não depende do quanto podemos pelejar por ele, mas do quanto à pessoa ofendida entende que deve perdoar. Então se a pessoa não entende que deve perdoar, nada poderá mover a sua compaixão. Contudo se ela crê que deve perdoar, e, mesmo assim não o faz. Então, o sofrimento não é de quem precisa do perdão, mas de quem não corresponde à ação do perdoar.

      ResponderExcluir
    2. Caro Clédio,

      Shalom!

      Que excelente texto.
      Que o Eterno nos ajude a descobrir e viver o "segredo da sobrevivência".
      A receita está dada!

      Parabéns!
      Seu conservo n'Ele,

      Pr. Carlos Roberto

      ResponderExcluir
    3. Pr. Carlos.
      Obrigado pelo comentário edificante...

      Shalom

      ResponderExcluir
    4. REMISSÃO, PERDÃO E EXPIAÇÃO - São 3 grandes palavras que estão sendo esquecidas dentro das nossas comunidades e do nosso dia-a-dia, essas palavras falam da obra redentora de Cristo Jesus por nós.

      Acesse o link abaixo e confiram mais uma postagem do blogger conexão da Fé

      http://asaffe.blogspot.com/2010/12/tres-grandes-palavras.html

      ResponderExcluir
    5. Olá Luiz, Parabéns pela coragem de postar um texto tão edificante como esse. Muitos com certeza iriam preferir o silêncio ao invés da possibilidade de proporcionar cura a outros. Você fez a opção certa! Muitos com certeza terão a oportunidade de receber cura através desse maravilhoso testemunho.

      Grande abraço,

      Seu amigo, pastor e conservo.

      Pr. Waldyr

      ResponderExcluir
    6. Meu Pr., e amigo Waldyr
      Obrigado pelo conselho que me fortificou nesta publicação.

      Deus é Bom.

      ResponderExcluir
    7. From: netocomtec@hotmail.com
      To: lcmf56@hotmail.com
      Subject: RE: O segredo da sobrevivência.
      Date: Wed, 8 Dec 2010 15:40:22 +0300

      Brigado amigo pelo texto, acho que este testo tem um pouco haver comigo, espero que ele me ajude á sanar minha pendencia.

      Sds, de seu amigo Neto

      ----------------------------------------------------------
      Em Resposta:

      From: lcmf56@hotmail.com
      To: netocomtec@hotmail.com
      Subject: RE: O segredo da sobrevivência.
      Date: Wed, 8 Dec 2010 21:58:27 +0300

      Que bom meu irmão. Deus estará contigo nestas horas.

      ResponderExcluir
    8. From: leitehpr@hotmail.com
      To: lcmf56@hotmail.com
      Subject: DESABAFO...
      Date: Thu, 9 Dec 2010 15:39:44 +0000
      Quantas vezes procuramos razões ou justificativas para os nossos próprios fracassos?
      Quantas vezes lutamos contra a nossa própria consciência, por ela nos acusar daquilo
      que precisamos concertar?

      Jesus é o nosso Salvador e advogado fiel. Só precisamos aceitar a transformação e o
      tratamento espiritual e processual que Ele quer fazer em nós durante toda a nossa
      caminhada com Cristo.
      Nessas horas, o melhor a fazer é ouvir a voz de Deus e executar os seus conselhos.

      EM RESPOSTA
      Iracele,
      Obrigado mesmo pelo lindo comentário.

      Luiz Clédio Monteiro

      ResponderExcluir

    Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
    Deixe seu comentário.
    Ele é muito importante.
    Obrigado