Quem subirá; quem descerá?





Por: Luiz Clédio Monteiro.

Não é preciso fazer grandes esforços para conhecer a vontade de Deus, porque Deus veio ao nosso encontro em Jesus Cristo.

Em Romanos (10:10-11). Diz: É acreditando de coração que se obtém a retidão, e é confessando com a boca que se chega à salvação. De fato, a Escritura diz: “Todo aquele que acredita Nele, não será confundido.” Esse aviso supõe apenas que o homem creia em Jesus, ofereça sua união a ele, e o testemunhe na vida prática, para que possa subir um dia com Ele.

Não há que não tenha recebido o que precisava para que pudesse subir. Deus, através da igreja, tem preparado tudo que pode para que seu povo possa, segundo Machado de Assis, “ascender do chão das turbas, e remontar ao céu.” Mas nesta ascendência que advirá ao oposto da vagarosidade do sol, falta-nos uma trêmula e importante investida, justamente aquela que estar sujeita a nossa disposição, a fé.

Não podemos alegar, falta de oportunidade. Porque mesmo compreendendo a Palavra, nós – os que supostamente, irão subir, não temos tido zelo para com Deus. No entanto, para nossa maior aflição, temos visto pessoas (pagãs) – os que, com suposição nossa, “desceriam,” estão recebendo de Deus, o que nunca pediu; achando Jesus, onde nunca procurou; encontrando paz e prosperidade, sem se quer saber se era possível obter em sua família.

Como que, por justiça e para nosso ciúme, Deus é encontrado, e amado, por um povo que, a nosso ver, desceria, por não ser dos nossos, e não conhecer as Escrituras. No entanto, eles têm, demonstrados melhor gratidão e respeito pelo sustento recebido.

Então, quem subirá, estando pronto para ser acolhido nos céus? Quem descerá aos abismos, conduzido pela própria aparência como que da figueira viçosa, mas sem fruto? O Evangelho da salvação é acessível a todos sem distinção, a fim de libertar o homem e conduzi-lo para uma vida nova, e de subida ao trono. Seu conteúdo fundamental é este: Jesus é o Senhor da vida, porque Deus o ressuscitou dos mortos.

Por sermos demais favoritos, o pecado da nossa carne ascendeu de tal modo em meio a nossa fé, que estabeleceu a nossa própria justiça decadente; tornando-nos, rebelde, contradizente e desobediente, quanto a nos submetermos a uma justiça divina ascendente. Mesmo assim, somos provocados por Deus a desejar as mesmas bençãos que em contraste, Ele tem dado aos que não o tem buscado; mas, por um estado de espírito caracterizado pela predisposição a aceitar as disponibilidades das obras expiatórias.

Teologicamente, os que não são conhecedores das Escrituras, tendem a serem os que irão descer, cair, mas evangelicamente falando, onde houver zelo cristão, mesmo não havendo entendimento religioso, haverá mais possibilidade da preponderância, ascendente com Jesus.

O tempo resgata os erros. A felicidade resgata os piores momentos, O exército resgata o território ocupado. Os voluntários da Cruz Vermelha, resgatam os mortos e feridos. Mas só Jesus resgata uma alma caída.
Share on Google Plus

About Doutrina Cristã

5 comentários:

  1. Prezamado Luiz Clédio,

    A paz do Senhor!

    É grandde a misericórdia do Senhor, o nosso Deus, quando nos fez conhecer, através de seu Unigênito Filho Jesus Cristo, que desceu até nós para nos informar, que há Salvação para o aflito e necessitado de justiça. Ou seja, sedento e faminto de justiça.

    Ele, o Criador nos motiva a entender como podemos, estar acima das nossas expectativas e no momento e que o homem atinge a Lua, e por sinal as ultrapassa de maneira incrível, bem como, através de suas lentes, o Senhor nos orienta a algo indescritivelmente de maior alcançe.

    Não há limite para que vive com Deus. Não há limite ou espaço que nos impeça de nos alegrarmos com a maravilhosa criação de Deus.

    A presença do Espírito Santo em nossas vidas, permite, encontramos a possibilidade de viver além dos limites da nossa visão, e apalparmos pela fé o que não é comum aos comuns.

    Somos filhos de Deus em Jesus Cristo!

    O Senhor seja contigo!

    pr. Newrton Carpintero
    www.pastornewton.com

    ResponderExcluir
  2. A Paz,

    obrigada pela visita. Amo Jesus, amo as escrituras e ando extremamente triste com a~s atitudes de alguns que se dizem cristãos, incluindo pastores. Estão transformado o evangelho num circo. Pessoas sem conhecimento da palavra passando mensagens de sua própria autoria, e não a mensagem de Deus. Quando você fala sobre zelo em seu texto, noto que é isto o que está faltando. É por isso, que creio que aqueles quem tem pouco conhecimento da palavra, mas zelo pela vontade de Deus subirão.

    Um grande abraço pra você. Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  3. excelente reflexão meu amigo. já estou lhe "seguindo" e se quiser conhecer meu "outro" espaço fique a vontade.

    poetacronista.blogspot.com

    gostei muito de suas palavras e da clareza com que conduz seus pensamentos. sou um recém convertido. sou um poeta que lê a bíblia e pede perdão. obrigado pela luz das palavras. muita paz. um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Paz Luiz Clédio, que Blog lindo! Um lay out bem elaborado e bem dividido, assuntos diversos sem fugir ao tema central: a Palavra de Deus. Eu também sou apaixonado pela Palavra do Senhor.

    Fiquei muito feliz por sua visita e por seguir o nosso Blog, estou te seguindo também. Estarei sempre passando por aqui, seu Blog é uma bênção. Aguardo sua visita também no http://recortecotidiano.blogspot.com

    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Olá...obrigado por nos visitar, e por tbm me permitir ampliar meus contatos, mesmo que seja on-line...hehe...quem sabe um dia a gente não se conhece? Gostei do seu blog e já estou te seguindo tbm...fique com Deus!

    A proósito, tenho outro blog, Pedra que Fala. Um pouco mais "poético", digamos...se gosta, dê um passada lá tbm!

    Abraço!!!

    ResponderExcluir

Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
Deixe seu comentário.
Ele é muito importante.
Obrigado