Header Ads

Os limites do auxílio.



Por: Luiz Clédio Monteiro

A foto assinada por Rubens Alves, Mestre em Teologia pelo Union Theological Seminary, de Nova York; diz: “Quem tenta ajudar a borboleta a sair do casulo. Quem tenta ajudar um broto a sair da semente o destrói. Há certas coisas que não podem ser ajudadas tem que acontecer de dentro para fora”. Presente da minha amiga Bia Antunes, que gentilmente emprestou não só a foto, mas o titulo também para nosso artigo.

Estava com minha esposa no devocional matutino, quando ela me chamou a atenção dizendo: você lembra de quantos não, nós recebemos ontem? De fato foram pra lá de cinco. E, eu estava exatamente ministrando ao meu neto, que em tudo devemos dar graça. Em tudo mesmo.

Então pensei. Se o mundo resolvesse me amar como Deus me amou e ama, eu já teria abandonado minha fé. Visto que, somos fracos, chagados a um dengo, como criança. E, sempre tendemos a seguir os que nos bajulam. Neste pensamento oramos novamente, agradecidos pelos "não’s" abençoados que nos fazem permanecermos virados para Deus.

Realmente nós fazemos parte do exercito celestial. Deus sabe a importância do treinamento. Esta é a maneiras pela qual, Deus interage com o homem preparado-o para o pior dos dias; para quando eles chegarem, podermos agir como homens, e, não como criancinhas despreparadas, famintas e choronas.

A realidade mostra que estamos em combate; e, a nossa experiência faz a diferença em termos de superação. Imagine um povo abençoado porem, despreparado para suportar os problemas, e com isso, recorrer aos maus comportamentos que gera más estimativas para sua vida.

Não existe curso de vitória, e o vencedor é aquele que se preparou para os dias difíceis, exercitou sua fé, e na hora certa, renovou-se. O vitorioso, não necessariamente, é aquele que venceu o mundo da prosperidade; mas contudo, o que não se deixou vencer pelas sombras que o mundo fez ao tentar encobrir o Senhor da sua fé.

Vamos em frente não há paz sem guerra... Estejamos preparados!


Fiquem sempre alegres no Senhor! Repito: fiquem alegres! Que a bondade de vocês seja notada por todos. O Senhor está próximo. (Fl. 4).


Tecnologia do Blogger.