Header Ads

Vem pra cá! Você também!






Por: Luiz Clédio Monteiro

No Japão, dizem que a deusa da oportunidade tem somente cabelos na testa. Portanto, quando ela aparece, temos de agarrá-la pela frente, porque se ela passar, não terá mais jeito.

Bem se ver, que se trata de uma deusa, que não sabe nada de misericórdia, portanto, é muito diferente do nosso Deus, que, quando perdemos todas as esperanças, Ele nos carrega nos braços e nos consola. Amem! (Êx. 20:6).

Infelizmente, quando confiamos somente em nossa capacidade, corremos o sério risco de perder oportunidade de firmar nossos sonhos. E, as oportunidades perdidas fazem muita gente se ver desamparado na solução dos problemas. Nessa altura, a pessoa decide viajar no embalo do mundo da ilusão, provocado, pela TV., que diz - "vem pra cá! (bis) Você também". (Mt. 5:13).

Para reforçar a chamada, a TV., usa a mídia do milagre, como no caso do “mendigo sortudo” – O mendigo, como outro qualquer, foi achado, no momento tedioso, por um apresentador de TV., que em nome do amor ao próximo, mas na verdade, era por amor, ao ibope, lhe presenteou com tudo que uma pessoa precisa. Desde o sapato nos dois pés; ate uma casa nova, com todos os detalhes intermediários que se possa imaginar. Inclusive, sustento básico por um bom tempo. Isto, nos olhos dos imediatistas, é colírio, que faz muitos caírem, todos os Domingos nos programas de TV, como peixe na rede.

Com o passar do tempo, acabou o sustento. E, como ele não sabia fazer nada, o ex-mendigo, foi vendendo as coisas de casa para suprir sua vida de desocupado. E, quando se viu sem coisa nenhuma, descobriu que estava miserável. Inconformado pela eminência de se transformar num mendigo insípido, e, não naquele mendigo original de antes; feliz diga-se de passagem, porque tinha a misericórdia do Senhor. Misericórdia, que o confortava, e, fazia com que ele, não se visse como um mendigo, mas como um homem livre, desimpedido, sem patrão, sem agenda, com todo tempo disponível, para fazer o que desse na telha, a hora que quisesse. E, mesmo assim nunca lhe faltou a bóia.

Antes dele, conhecer o sabor da zona de conforto, ele era um homem desprendido, capaz de ver a sombra de um viaduto, como uma sala de estar, e, o canto da parede, como um leito macio e taciturno. Pois bem, o ex-mendigo, agora um desocupado, sem teto, sem amigo, sem nada; resolveu assaltar um posto de gasolina, e, o fez destreinado; claro, porque nunca tinha roubado em sua vida. Ele não era ladrão. O seu ofício, era contemplar a natureza. Deu-se mal, foi preso, julgado e condenado como assaltante, e agora, cumpri sentença de vários anos numa penitenciaria.

Adeus liberdade, perdida num momento tedioso, quando a ambição satânica de aceitar o que não sabia o valor (Mc. 4:19), tomou conta da simplicidade da sua alma . Com isso, foi impedido de viver como Deus havia lhe determinado. Mas, esse detalhe a TV., não contou; porque não era para contar. De fato, a TV, é uma maravilhosa armadilha, para incrementar a indústria hoteleira do inferno, que abriga um sem número de iludidos.

Lembre-se, quando você ouvir - "vem pra cá, vem pra cá, você também" recheado de ambição desmedida de riquezas fácil. Pare, pense, e, não vá. Não pode ser Jesus chamando, uma vez que você já tem a certeza, de que Ele, ha muito, já está ao seu lado, curtindo os certos e bons, e/ou bons e incertos momentos, contigo. E depois, quem crê em Jesus, não tem sorte, mas algo maior. Tem a paz, que só Jesus dar. Dentro de um estilo de vida santo, fundado nas bênçãos do Senhor (João 10:10).

Viva a liberdade! - Pois aquele que foi chamado no Senhor, mesmo sendo escravo, é livre... (1 Co. 7:22a). Esperas tu pelo Senhor, anima-te e fortalece o teu coração (Sl. 27:14).
Tecnologia do Blogger.