Header Ads

Flor de lótus



Por: Luiz Clédio Monteiro

(Baseado em Lucas 5:1-11)
Jesus sempre mostrou interesse em participar da minha vida. Desta forma, um dia meu coração me apertou com o desejo de converter-me, ao ouvir a palavra de Deus fazendo-me interessar em sua busca. Jesus viu que eu o procurava junto às praias, nos clubes, nos shopping; mas em todos esses lugares não havia quem desse notícia dele para mim.

Um dia, enquanto lavava as redes do meu coração, redes que eu usava aleatoriamente para angariar os meus desejos. De repente, num minuto só, Jesus adentra inspirando o coração que era meu (sim, porque agora é dele), e logo pediu que me afastasse um pouco do mundo; e, acomodando-se, ensinava-me, transmitindo conhecimentos às multidões do meu ser mudando-me gradativamente mas sem alterar a substância.

Quando acabou de falar o que eu poderia ouvir, deu a mim um mandato estranho: Leve seu pensamento para as sua necessidades espirituais e lançai a vossa fé em súplica, pedindo ao Pai em meu nome.
Ao que eu lhe disse em obediência imediata: Mestre, tenho meditado a noite toda, e nada entendo; mas, sobre a tua palavra, lançarei meu pedido em oração.

Feito isto, o resultado foi surpreendente; conseguir obter uma grande quantidade de bênção, de modo que as graças se rompiam em mim. Acenei então aos meus familiares que estavam numa outra etapa realizando trabalhos do mundo, para que viessem valer-se de tantas bênçãos. Eles, pois, vieram, e enchemo-nos ambos com bênçãos sem fim, de maneira tal que quase íamos a uma imoderada excitação do espírito para melhor assimilar.

Vendo isto, prostrei-me aos pés de Jesus, em confissão dos meus pecados dizendo com toda minha ignorância: Retira-te de mim, Senhor, porque sou um homem pecador (ainda bem que não fui atendido). Mas também não fugi. Como fugir de quem vencera meu coração!

Pois, à vista da salvação que Jesus havia feito com sua presença divina em toda minha família, o espanto revelado pelo milagre se apoderara de mim e de todos os que comigo estavam, bem como, impressionando muitos irmãos da Igreja, que eram testemunhas de como minha consciência, e, o meu coração, relutava no começo.

Disse então Jesus a mim, concedendo-me faculdade para compreender a sua personalidade: Não temas; de agora em diante serás pescador de homens.

Assim tornei-me como uma flor de lótus, nada para mim é sujo, porque detenho o poder de transformação. Neste caso, posso permanecer na lama das minhas dificuldades financeiras, e, ainda assim, ser com uma flor. Contudo, se eu não possuísse essa capacidade como cristão, mesmo que eu vivesse mergulhado em ouro, só produziria lama ao meu redor.

Só o Senhor é Deus!
Tecnologia do Blogger.