Melhor do que antes!

Por: Luiz Clédio Monteiro

Independente da firmeza do caráter, do domínio de si, das boas e sólidas convicções, a carne é fraca e isso é algo que incomoda a consciência. Enquanto não encontramos um modo de superar esse desregramento, vivemos momentos de perturbação, de remorso, de justiça. Mas quem espera sempre alcança; Deus está propondo a misericórdia como atitude fundamental para com os homens arrependidos. E o que você tanto procurava pode encontrar.

“Os bens são herança dos pais, porem a prudência vem do Senhor” (Pv. 19: 14). Jesus abre a porta do livramento, você pode juntar às forças com Ele, perseverar e começar então uma vida nova, convertida, longe daquelas coisas inadequadas.

Chegar neste ponto não é nada fácil, manter-se nele é outra história ainda mais complicada, principalmente quando o caso nos faz de espelho para os outros. Somos chamados a testemunhar o “antes e o depois” e é aí onde mora o perigo, se você mergulhar fundo demais e ficar cornetando aos quatro ventos a proeza de maneira exagerado; bate o orgulho que recusa Jesus e o Reino de justiça que Ele ocasionou, e quando você menos esperar, aquela porta se fechou o achado se perdeu e do caminho se desviou. E, o que foi vencido no alto preço, agora lhe vence, e entregue serás a uma alienação maior do que aquela em que se encontrava antes da ajuda do Senhor.

Jesus previu isto quando disse: “Quando um espírito mal sai de um homem, fica vagando em lugares desertos à procura de repouso, e não encontra. Então diz: ‘Vou voltar para a casa de onde saí’. Quando ele chega, encontra a casa varrida e arrumada. Então ele vai, e traz consigo outros sete espíritos piores do que ele. Eles entram mora aí e, no fim, esse homem fica em condição pior do que antes.” Lucas 11: 24-26

Mas se o fundo do poço desse homem que um dia arrependido encontrou a clemência do Senhor, por mais embaixo que seja, e mais demorado que esteja é essencial saber identificar a razão verdadeira para que o Senhor mensure a fé e a confiança que se tem Nele “e nisto conhecemos que somos da verdade e diante dele asseguraremos nossos corações” (1 Jo. 3: 19).

Não sei em quanto tempo um crente caído e arrependido pode levantar, mas Deus sabe. No mercado financeiro é comportamento característico do fundo do poço na média, levar entre três e seis meses para se completar.

A volatilidade da fé no longo prazo é mais alta, porem “quem tem o Filho tem a vida...” (1 Jo. 5: 12); portanto aquele que crer na compaixão de Deus suscitada pela miséria dos seus filhos, a paz lhe será restituída e, melhor do que antes ficará.
Mais um bom sinal.
Share on Google Plus

About Doutrina Cristã

0 comentários:

Postar um comentário

Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
Deixe seu comentário.
Ele é muito importante.
Obrigado