Header Ads

Paz no trânsito, você com vida.

A questão das brigas e agressões que ocorrem no trânsito, devido à transformação de pessoas calmas em motoristas agressores vem de várias situações: ser fechado por outro carro no trânsito, entrarem na frente de seu carro no estacionamento, ficar preso em um congestionamento e a demora do motorista da frente em arrancar quando sinal abre são algumas das situações que mexem com a calma de qualquer motorista. Alguns condutores, após um momento de irritação, logo esquecem do ocorrido. Outros, porém, encaram a atitude do outro motorista como uma provocação e, não raro, revidam com xingamentos, buzinas, gestos nervosos obscenos e até agressão física, em casos mais extremos.
Situações aparentemente comuns podem terminar em tragédias, com mortes e feridos. Podemos evitar? É claro que sim. É só não iniciar o confronto verbal. Mas como controlar o impulso do xingamento?
Tive pensando em uma forma de extravasarmos nossas indignações sem contudo, termos que “pecar”.
Pensava em usar (minha sugestão) o mesmo argumento do juiz de futebol. E, porque não? Assim, antes de praticar gestos obscenos, aplique os “cartões vermelho e/ou amarelo” conforme o grau da “agressão” ou inflação.
É um bom desabafo. E no final do dia ainda podemos avaliar nosso grau de educação no trânsito com base nos números e tipos de cartões recebidos.
Podemos entretanto usar de um terceiro cartão de cor “verde” para felicitar o condutor que ao pedirem passagem, deu; que sinalizou antes de mudar de faixa; que evitou gestos obscenos; que esperou um pouco antes de buzinar para o motorista da frente, andar; que teve um pouco mais de paciência! Que evitou dar luz alta na traseira dos carros. “E, com isso, nos fez pensar, quantas vezes nós já cometemos erros que incomodam”. Ou um branco para pedir desculpa.
Esta dica pode parecer banal, mas é fundamental para manter a paz no trânsito e você com vida.
Devemos procurar dirigir com atenção e com todos os cuidados para não termos atitudes agressivas. Nada de freadas bruscas ou de manobras arriscadas. Não dirija com pressa ou excesso de velocidade, devemos sai com antecedência para não chegarmos atrasados nos nossos compromissos. Jamais revide uma ofensa, se desejarmos a paz devemos ter atitudes de paz (compilado e adaptado: Wilson de Barros Santo. Bacharel em Ciências Econômicas e Tecnólogo em Trânsito)
Vamos recortas as cartolinas (nas cores) e fazermos nossos cartões?

(Luiz Clédio)
Novembro/2007
Tecnologia do Blogger.