Os Gerasenos

Havia um povo que habitava ao lado da Galiléia, ao ver Jesus libertar um homem possesso, pediu que Jesus fosse embora, para longe deles, porque estava tomado de grande medo (Lc. 8: 37).
Podemos ver que o tempo nos aliena e só notamos que estamos habituados quando alguma novidade nos provoca. Só quem conseguiu sair dessa alienação, possui coragem para aceitar as mensagens que possam libertar.
Portanto ha momento em que devemos mostra se confiamos ou não na presença de Jesus em nosso meio. As situações críticas são sempre um termômetro que mede o grau de consciência da maturidade ou infantilidade da fé.
Jesus propôs uma missão em minha vida, ser sinal de motivação da generosidade de Deus, assegurando para todos, possibilidade de receber via e-mail (já que não posso fazer de outra forma), substâncias que possibilitam dignidade e segurança para subsistirmos no dia-a-dia com confiança de que, “Deus continua sendo bom e que nunca erra em suas atitudes”
Entretanto da mesma forma que o povo de gerasenos fez com Jesus, a PIB fez comigo ao enviar-me uma mensagem de REMOVER (vide abaixo na integra).
Abro aspas
REMOVER‏
De: PIB (pib@pibsaoluis.org.br)
Enviada: segunda-feira, 31 de dezembro de 2007 21:08:04
Responder - Para: PIB (pib@pibsaoluis.org.br)
Para: Luiz Clédio / RBM - CIMENTO (lcmf56@hotmail.com)
REMOVER
Fecho aspas
Isso me lembra outra passagem de Jesus em João 6, quando Jesus revelava verdades profundas e de difícil entendimento e mal interpretada pelos discípulos. A partir desse momento, muitos discípulos voltaram atrás, e não andavam mais com Jesus. Então Jesus disse aos Doze: “Vocês também querem ir embora?” (v 66 e 67).
Espero que possamos superar esse momento e garantir a dignidade dos membros da nossa comunidade de amor, visto que, ela não se encontra no poder de um líder que manda, mas no serviço de cada um para o bem de todos.

(Luiz Clédio)
Janeiro de 2008
Share on Google Plus

About Doutrina Cristã

0 comentários:

Postar um comentário

Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
Deixe seu comentário.
Ele é muito importante.
Obrigado