Jesus, é uma brasa, mora!

Uso o idioma gírio dos anos 60, para dizer que Ele é: bacana (gente boa), boa pinta (de boa forma) e meu chapa (amigo) duca... (ótimo). Não é fogo! Não (difícil). Mas é esticado (passa por vários lugares ao mesmo tempo) e tira qualquer um da fossa (depressão, crise existencial); não precisa de grana (dinheiro) e é legal! (ótimo!) paca (muito).
Não dar mancada (desrespeitar compromisso) e não reclama da minissaia (saia curta); Madalena O achava um pão (homem bonito).
Ele é papo firme (conversa séria) e ajuda qualquer pé de chinelo (pessoa sem expressão) e se alguém mexer com um desses pequeninos, Ele diz logo, pode vir quente que estou fervendo (fica no ponto de brigar).
Jesus é pra frente (moderno), mas alguns O acham meio quadrado (conservador). Em fim, Jesus é tremendão (um bom rapaz). É uma brasa, mora (bom, ótimo!).
Traído com um gesto de amizade, uns tentam defender Jesus erradamente usando as mesmas armas dos opressores. Outros não são capazes de permanecer, e cai na tentação de abandoná-LO negando-O covardemente diante de pessoas simples. Sem defesa, O assassinam por blasfema.
Mas não lamento sobre isto. Prefiro proclamar com grade voz: Digno é o Cordeiro (Jesus), que foi morto – de receber poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e glória, e louvor (Ap. 5:12).
Amem! Três vezes Amem!

(Luiz Clédio)
Novembro/2007
Share on Google Plus

About Doutrina Cristã

0 comentários:

Postar um comentário

Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
Deixe seu comentário.
Ele é muito importante.
Obrigado