Foi a Mim que o Deixastes de Fazer

Quando foi que te vimos com fome, ou com sede, como estrangeiro, ou sem roupa, doente ou preso, e não te servimos?(Mt.25:44)

O valor que tu mi dares dentro do teu coração, será o preço da tua recompensa perante o Pai. Valor que significa reconhecer o quanto me eis necessário e o compromisso de fazer alguma coisa conveniente a meu favor. Visto que, somente a caridade depreendida pode ver no constrangimento do necessitado, a pessoa concreta de Jesus.
Jesus aprecia os que amam os pobres e oprimidos, marginalizados por uma sociedade baseada na riqueza e no poder. Por isso, o julgamento será sobre a realização ou não de uma prática de justiça em favor da libertação dos necessitados. Esta é a prática central da fé (Mt. 25: 31-46).
Nem mesmo o ato de fé mais profundo da comunidade, que é o reconhecimento de Jesus como o Senhor, faz que alguém entre no Reino, se este ato de fé pela palavra não for acompanhado de ações (Mt 7: 21-23).
Nada se parece tanto com um verdadeiro irmão, como um falso irmão. As ideologias que nos afastam da busca efetiva do bem de outrem, razão fundamental que agrada a Jesus, seu Reino e sua justiça são cheias de fascínio, e sempre trazem a aparência de humanidade e até mesmo de fé. Infelizmente não podemos perceber a sua falsidade até que elas produzam atos de cobiça e a sede de poder, que levam à exploração e opressão (Mt. 7: 15-20).
Luiz Clédio
(Adaptado)
Share on Google Plus

About Doutrina Cristã

0 comentários:

Postar um comentário

Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
Deixe seu comentário.
Ele é muito importante.
Obrigado