Header Ads

A esperança de uma alegria esperada.

“Sirva a Deus com alegria, e vá até ele com gritos jubilosos!” (Sl. 100:2).

A letra da musica carnavalesca de Paulinho da Viola diz assim: “foi um rio que passou em minha vida e meu coração se deixou levar...” Essa letra fala de um coração que é marcado pelo desengano e sabe que só o amor pode apagar tal sofrimento. Por isso se for consultado para saber se andou errado, seria difícil negar. Ele tinha mesmo mania de amar errado. Porem chega o tempo do carnaval e o samba traz na alvorada um caso diferente que apressado toma conta e conquista o velho coração triste, e, a alegria, volta novamente. Mas tudo é um breve tempo embora marque de saudade e não de alegria o coração para sempre, como um rio que passou em sua vida.
As pessoas se deixam levar pela alegria incensurável do carnaval. Portanto, contagiante. No carnaval eles conseguiram vencer a depressão, o medo e outras feridas. A esperança agora é de que mesmo apos esse tempo - como as águas que passam pelo moinho, essa alegria possam deixar em suas vidas, luzes para clarear o caminho da felicidade e assim continuarem a ser feliz o ano todo.
Por isso se forem consultados para saber se pensaram errado, seria difícil negar. O coração do povo tem mesmo mania de pensar errado, como disse Paulinho da Viola no seu samba.
Estava perguntando a uma amiga (católica) muito querida, gerente de um banco em que somos correntista, se ela iria brincar o carnaval. Ela prontamente respondeu: “para que brincar carnaval se a minha vida já é uma alegria!” Gostei muito do que tinha ouvido, mas ao mesmo tempo fique triste, por muitos, que não podem dizerem o mesmo e por detrais de uma mascara tentam ser felizes artificialmente.
O homem que só tem a própria liberdade de comportamento não consegue atingir a compreensão de que a felicidade vem pela fé da submissão ao amor de Cristo.
A felicidade não depende de artifícios humanos para se manter viva. Pelo contrário, foi através da morte de Jesus que hoje podemos dizer que somos alegres o ano todo (com sua ressurreição).
A verdadeira alegria está em nos sacrificarmos um pelo outro e continuarmos lutando para nos manter juntos. Essa atitude nos faz feliz e isto é uma coisa misteriosa, e, só quem vive assim, tem o privilégio de receber a paz que não se acha em nenhum pós-carnaval.
A vida em alegria pela amor, é o único instrumento que o homem recebeu de Deus para levá-lo junto à glória. Só glorifica Deus quem vive em alegria.
Jesus não é tristonho, e, viveu em alegria e por esta alegria ele deu a sua vida sem pensar duas vezes.
Mantenha-se feliz, alegre o tempo todo.

(Luiz Clédio)
Fev/2008
Tecnologia do Blogger.