Header Ads

À beira do caminho, mas com fé!

Cantarolando uma música de Roberto Carlos (dos meus tempos), composição dele e Erasmo Carlos intitulada “Sentado à Beira do Caminho”. A letra exprime a desalento de um humem fadigado e solitário, tal qual o episódio bíblico que narra (em tres dos quatros Evangelhos), a história de um cego que estava sentado à beira do caminho, mas com fé. Este possivelmente em piores condições físicas que o personagem da música, visto que, era cego e pedia esmola.
A Bíblia conta (Lc. 18: 35-43), que em Gericó havia um homem cego pedindo esmola e que ouvindo a multidão passar, ele perguntou o que estava acontecendo. Disseram-lhe que Jesus Nazareno passava por ali. Então o cego gritou: “Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim!”. As pessoas que iam à frente mandavam que ele ficasse quieto. Mas ele gritava mais ainda: “Filho de Davi, tem piedade de mim!”
Pela letra da música agora posso imaginar com detalhe o sofrimento e a fé daquele solitario e conhecido cego de Gericó que o fezera gritar com tanta insistência.
O pobre cego sozinho sobre chuva e sol, durante o dia ou a noite, em frio intenso e as vezes no calor escaldante, podia está falando consigo mesmo; mais ou menos como a letra da música de Roberto:
Eu não posso mais ficar aqui a esperar que um dia de repente Você (Jesus) volte para mim... Estou sentado à beira de um caminho que não tem mais fim... Meu olhar (de fé), se perde na poeira dessa estrada triste onde a tristeza e a saudade de Você ainda existe... Esse sol que queima no meu rosto um resto de esperança de ao menos ver de perto o seu olhar que eu trago na lembrança... (fé, saudosa fé). Preciso acabar logo com isso. Preciso lembrar que eu existo, que eu existo, que eu existo... Vem a chuva, molha o meu rosto e então eu choro tanto. Minhas lágrimas e os pingos dessa chuva se confundem com o meu pranto... (súplica de fé). Olho prá mim mesmo e procuro e não encontro nada. Sou um pobre resto de esperança (ainda havia fé), à beira de uma estrada... Preciso acabar logo com isso. Preciso lembrar que eu existo.
E foi então, em meio a esses pensamentos sofridos, mas de fé que ele ouvi a multidão passar, e perguntou o que estava acontecendo. E, portanto gritou, gritou, gritou... daquele jeito com fé!
E para sua felicidade, Jesus parou, e mandou que o levassem até ele. Quando chegou perto, Jesus perguntou: “O que quer que eu faça por você?” O cego respondeu: “Senhor, eu quero ver de novo.” Jesus disse: “Veja. A sua fé curou você.” No mesmo instante, o cego começou a ver e seguia Jesus, glorificando a Deus.
O final da música do Roberto, fecha o contexto da história bíblica quando diz: Só você, não vê que eu não posso mais ficar aqui sozinho esperando a vida inteira por você, sentado à beira do caminho... por isso ele gritou.
Deus (Jesus), sempre visita o seu povo. Não perca a sua fé. Faça seu apelo. Jesus vira abrir os seus olhos e restaurar a sua visão.
(Luiz Clédio)
Agosto\2008
Tecnologia do Blogger.