Breaking News

ads header
  • Breaking News

    sábado, 4 de outubro de 2008

    Arquivo blog: clediomonteiro.webblogger.terra.com.br







    enviado por Clédio - Dio as 17:24:38. comentários[0]

    envie este texto para um amigo
    Despenseiros de Deus

    Mt. 6:19 – "Não ajunteis para vós tesouros na terra; onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam."

    Dizem que o dinheiro, é o nível mais baixo da riqueza; enquanto o mais elevado é o caráter. No entanto, é muito negativo pra nós, o fato de não ser bom ajuntar dinheiro. Mas o que Jesus quis dizer, não foi isto, e sim alertar para a loucura de investir todo potencial que se tem, para conseguir bens materiais uma vez que sabemos que existem valores muito mais duráveis e isentos de agentes depreciadores e corroedores que arruinam tudo que alcança.

    Neste mundo onde a traça consome tecidos e papeis e a ferrugem corrói o metal; o pão mofa (Js. 9:5), roupa envelhece (Sl 102:26), lavoura negligenciada enche de ervas daninhas (Pv 24:30), muros e cercas se quebram (Pv 24:31), telhados racham e gotejam (Ec 10:18), casas são destruídas pelo tempo, erosão, infiltração; ladrões roubam nossos bens; a inflação, os comerciantes desonestos, os juros exorbitantes exterminam nossas reservas financeiras, o mais seguro então é acumular tesouros no céu (Mt. 19:21), mas o que é este tesouro? Seria ouro, prata, brilhantes (dólar, eu sei que não é) – ele é constituído de valores imensuráveis, incorruptíveis, incontamináveis e imarcescíveis, e estão acumulados numa reserva eterna como herança prometida (I Pe. 1:4), a saber: O perdão (Mt 6:14); a oração respondida (Mt 7:7); nosso nome inscrito no céu (Lc 10:20); o amor do Pai (Jo 16:27); mansões celestiais (Jo 14:2,3); compartilhamento da paz de Jesus (Jo 14:27); o gozo de Jesus (Jo 15:11); a vitória de Jesus (Jo 16:33); a presença permanente do Espírito Santo (Jo 14:16, 26; 15:26). as bem-aventuranças de Mateus (5:1-12) que são: o reino dos céus; o consolo; a terra; a fartura de justiça; a misericórdia; a presença de Deus; o título de filho de Deus e herdeiro do reino dos céus; a felicidade perfeita; o galardão dos céus. E mais, Paulo, lista outros tesouros celestiais: a paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo (Rm 5:1); a graça de Deus (II Co. 12:9); o poder de Cristo (II Co. 12:9); o amor de Deus derramado pelo Espírito Santo (Rm 5:5); a coroa da justiça (II Tm 4:8); a paz de Deus, que excede todo o entendimento (Fp. 4:7); a reconciliação (Rm 5:11); a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo (I Co. 15:57); e a robusteza do poder do Espírito de Deus (Ef 3:16).

    Diante disso, poderíamos então perguntar: Seria então reprovável a provisão para o futuro? Seria errado a busca do lucro nas relações comerciais? Seria errado alguém se tornar rico?

    Claro que não. Pois o tesouro prometido, é uma herança com efeito benéficos na terra conforme podemos ver Deus concedendo a José provisão (Gn 41:33-36); podemos ver Jesus falando em negócios, bancos e lucros (Mt 25:14-30; Lc 19:11-23); vimos que o rico Abraão era amigo de Deus (Gn 13:2; Is 41:8); Zaqueu também era rico e Jesus jantou com ele em sua casa (Lc 19:2-5) e José de Arimatéia mesmo sendo rico e político influente, era discípulo de Jesus (Mt 27:57).

    Os ricos, pela fidelidade da aliança de Deus, são crentes bons, justos e fieis, mesmo em coisas pequenas, que, superaram seus medos mantendo-se em estado de paz, e embora sendo ricos, contudo - servir ao Senhor declaradamente como despenseiros de Deus nas igrejas de Cristo - é o resumo da sua prosperidade.

    A maioria dos crentes têm problemas com finanças, por mau uso das mordomias e não por falta de bênção. Deus é claro quanto a isso em Lucas 16:2.

    Como você tem usado o que Deus te deu?


    Ir. Clédio Monteiro

    2003-08-31

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Não use o silêncio como a melhor forma de dizer Aleluia!
    Deixe seu comentário.
    Ele é muito importante.
    Obrigado